12/01/2021 às 13h49min - Atualizada em 12/01/2021 às 13h30min

Entrando na reta final, Campeonato Brasileiro tem disputa quente pelo título

Seis times seguem firme na briga e equilíbrio entre as equipes chama atenção

João Vitor Figueiredo - editado por Wesley Bião
Disputa está acirrada pela taça do Brasileirão Serie A. (Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

A Série A do Campeonato Brasileiro chega no próximo fim de semana à 30° rodada e com todas as disputas em aberto, especialmente a do título. Na reta final do campeonato, marcado pelo equilíbrio, calendário apertado e pelas dificuldades geradas em razão da pandemia do Coronavírus, seis times chegam com chances reais e com capacidade para a disputa que pode e deve se estender até as últimas rodadas.


Em 2019, Flamengo ganhou com sobras. Neste ano, ainda não há um grande favorito. (Foto: Thiago Ribeiro / AGIF)


Desde o campeonato de 2009, vencido pelo Flamengo, a disputa pela liderança não contava com muitos times na disputa. À época, nesta mesma rodada, Palmeiras, Atlético-MG, Internacional, São Paulo e o rubro-negro carioca representavam respectivamente as cinco primeiras posições. Por coincidência, esses mesmos times, mais a equipe do Grêmio, são os que estão na disputa pelo título deste ano e, pelo andar da carruagem, não dá para cravar um favorito.

 

O equilíbrio que marca a briga pela parte de cima da tabela se acentuou nas últimas duas rodadas devido a tropeços. O atual líder do São Paulo, que assumiu a liderança após vencer o Goiás em dezembro e engatou uma boa sequência, abrindo vantagem de sete pontos para o segundo colocado, viu a diferença cair para apenas três após derrotas contra RB Bragantino e no clássico contra os reservas do Santos.  Os erros individuais, desfalques importantes, como foi o de Luciano nas duas últimas partidas e oscilação no desempenho durante a temporada são pontos que em que o torcedor são-paulino deve se preocupar na reta final.

 

Quem se aproveita do bom momento para se manter forte é a equipe do Internacional. A saída de Eduardo Coudet em novembro causou dúvidas sobre a continuidade da boa campanha do Colorado no campeonato.  Abel Braga, designado para substituir o argentino, já começou sob desconfiança de torcedores e da imprensa, que aumentaram após quatro jogos sem vencer no Brasileirão, eliminações na Copa do Brasil e na Libertadores, e queda de rendimento. Porém, as cinco vitórias seguidas na Série A recolocam o Inter no páreo como candidato ao título, hoje na segunda posição da tabela e bem pertinho do Tricolor Paulista.

 

Na terceira posição e com 50 pontos encontra-se o Clube Atlético Mineiro, que no início do campeonato era colocado como favorito ao lado de Flamengo e Palmeiras. Até o momento, continua na briga, já esteve na liderança, mas havia a expectativa de que o Galo poderia estar em um nível mais acima, visto que fez altos investimentos na contratação de jogadores, trouxe um treinador renomado e só tinha o Brasileirão a disputar.  No entanto, apesar da boa campanha em casa, não consegue manter a regularidade fora dos seus domínios, o que o impede de se consolidar no topo da tabela.

 

Logo atrás aparece o Flamengo, que pela campanha em 2019 e reforços no elenco entrou como o franco favorito a conquistar o título mais uma vez. Contudo, perto do fim da temporada o sentimento para o torcedor rubro-negro é de decepção. Eliminado da Copa do Brasil e da Libertadores, lutar pelo pelo bi-nacional foi o que restou. Mas o que se vê e o que se viu é um time inconstante. Com Domenec Torrent,  aproveitamento de 64%, vivo em todas as competições, mas atuações desastrosas e goleadas o fizeram cair do comando técnico. Rogério Ceni foi contratado para propor um time equilibrado mas ofensivo, e após 12 jogos, eliminações e desempenho ruim. Após duas derrotas seguidas no campeonato, as críticas se fortalecem, mas mesmo sem o forte apoio da torcida nos estádio, a equipe rubro-negra precisa reagir se quiser fazer frente até o final da competição.

 

Com os mesmo 49 pontos do Flamengo, o Grêmio chega pela primeira vez nos últimos anos ambicionando o título do Brasileirão. Famoso por priorizar as copas, a equipe de Renato Gaúcho nesta temporada resolveu dar mais atenção ao campeonato. Com um jogo a menos (contra o próprio Flamengo) em relação aos líderes, o Tricolor Gaúcho tem o mês de janeiro para se dedicar somente ao Brasileirão, já que as finais da Copa do Brasil só devem acontecer em fevereiro. Mesmo após o empate um pouco frustrante contra o Fortaleza fora de casa, que impediu o time de chegar à terceira colocação, Renato aposta nos talentos individuais de Pepê e Jean Pyerre e na melhor defesa do campeonato para se manter firme na disputa.

 

Por fim, o último candidato, sexto colocado na tabela com 47 pontos, mas que não o torna menos forte, o Palmeiras comandado por Abel Ferreira. A equipe alviverde está viva em todas as competições: finalista da Copa do Brasil e bem perto da final da Libertadores. O português, ao chegar no comando técnico do clube fortaleceu o time, recuperou jogadores em baixa com Luxemburgo, mesclou juventude com experiência e fez com que a equipe encontrasse um padrão de jogo. Com isso, por ter dois jogos a menos, pelo ótimo desempenho e após vencer de forma polêmica o Sport, o Verdão segue firme na briga e vai ter que contar com a força do elenco para disputar todas as competições.  

 

Se tem uma coisa que está incerta é essa briga pelo título. Até o final, tudo pode acontecer e os rumos podem mudar a cada rodada. Um elemento que deixa a disputa ainda mais interessante são os confrontos diretos. Serão 10 jogos em que os candidatos a taça vão se enfrentar. O Campeonato Brasileiro de 2020 faz jus a fama de mais equilibrado entre as principais ligas, e se em alguns momentos falta regularidade técnica, emoções com certeza não vão faltar.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »