30/01/2021 às 21h51min - Atualizada em 30/01/2021 às 21h35min

EUA: Conheça todos os ataques que o Capitólio sofreu ao longo da história

Gabriela Pereira - Editado por Ana Paula Cardoso
Recentemente, o Capitólio nos Estados Unidos foi alvo de ataques dos apoiadores do ex-presidente Donald Trump. O assunto foi amplamente discutido e noticiado nos meios de comunicação mundiais.

O motim ficou conhecido como: “O maior ataque a democracia já existente na história dos EUA”. Acontece que não foi o único, já que o congresso americano foi invadido anteriormente.

BATALHA DE WASHINGTON – 1814

Em agosto de 1814, as Forças Armadas Britânicas ocuparam Washington e incendiaram alguns prédios públicos, incluindo o Capitólio. A tomada da cidade não teve nenhum valor estratégico e foi apenas um ato simbólico, considerado desnecessário por alguns americanos e até mesmo britânicos.

Essa foi a primeira vez em que foi sequestrado por tropas estrangeiras, sendo este também o maior atentado à democracia americana, que era extremamente recente até o mês de janeiro deste ano.

No aniversário de 200 anos do incêndio que ocorreu em 2014, a embaixada britânica se desculpou publicamente pelo ocorrido do passado em sua conta no Twitter



TENTATIVA DE ASSASINATO – 1835

Em janeiro de 1835, um imigrante inglês chamado Richard Lawrence tentou assassinar o então presidente dos EUA, Andrew Jackson. Lawrence planejou e decidiu colocar o plano em prática ao final do funeral de um congressista.

No entanto, a primeira tentativa de disparar a arma falhou, e por ironia do destino, a segunda também. Ele foi detido e absolvido do crime, pois foi diagnosticado com problemas mentais.

Lawrence era pintor de casas e estava desempregado quando ficou sabendo dos planos do presidente de vetar uma lei a respeito dos estatutos de bancos, encontrando uma motivação perfeita. Ele alegava que Andrew havia matado seu pai e que o veto da lei implicaria diretamente em sua situação financeira.

VIOLENCIA NO SENADO – 1856

Em 1856, após tensões sobre a escravidão no país, o deputado Preston Brooks, agrediu o senador Charles Senmar após ele discursar contra a escravidão. Preston agiu com violência contra o senador utilizando uma bengala. Esse é considerado um dos episódios mais violentos da história do congresso americano.

BOMBAS - 1915

Erich Muenter professor alemão que lecionava na Universidade de Harvard, explodiu três bananas de dinamite na recepção do Senado em 4 de julho de 1915. Não houveram feridos pois os trabalhadores estavam em recesso.

Muenter afirma ter cometido tal ato, pois se indignou após saber que os EUA estavam apoiando o Reino Unido na Primeira Guerra Mundial, mesmo após declarar neutralidade.

ATAQUES NACIONALISTAS – 1954

Em 1954, quatro nacionalistas porto-riquenhos invadiram a galeria do congresso americano e começaram a atirar. Cinco deputados se feriram no ataque. Eles protestavam pela independência territorial tomada da Espanha em 1898 durante a Guerra Hispano-Americana. Os manifestantes foram presos e após uma campanha internacional do então presidente Jimmy Carter.

MAIS BOMBAS – 1971 E 1983

Um grupo que se declarava contra a guerra implantou uma bomba no banheiro da Câmara dos Senadores em 1971, causando danos financeiros, mas sem nenhum ferido.

Já em 1983, um grupo que protestava contra a violência militar americana em Granada e no Líbano escondeu uma bomba em um banco na entrada também da Câmara. A explosão também não deixou nenhum ferido e sete pessoas foram acusadas pelo atentado.

ATENTADO AOS POLICIAIS – 1998

Em 1998, um atentado causou a morte de dois policiais quando um homem armado invadiu e atirou em Jacob J.Chestnut causando sua morte. Após isso, ele chegou ao gabinete do deputado Tom Delay e foi detido por outros policiais após atirar contra o detetive John M. Gibson

11 DE SETEMBRO – 2001

O atentado é mundialmente conhecido pelo seu enorme dano causado. Após a queda das Torres Gêmeas e a queima do Pentágono, um quarto avião sequestrado estava indo em direção ao Centro Legislativo do Estado americano. O avião caiu em uma zona rural na Pensilvânia após passageiros impedirem os sequestradores de cumprir o objetivo do plano.

Ficou claro que o Capitólio foi cenário de muitos ataques contra a democracia americana, mesmo assim, os ataques recentes chocaram o mundo inteiro pela sua brutalidade. 

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »