06/02/2021 às 20h22min - Atualizada em 06/02/2021 às 19h44min

Em jogo de seis gols e muita emoção, United e Everton empatam em Old Trafford

Red Devils ficaram na frente do placar duas vezes, mas não conseguiu sustentar a vantagem

João Vitor Figueiredo - editado por Wesley Bião
Partida teve golaço de Bruno Fernandes e gol salvador no último minuto (Foto: Getty Images)

Neste sábado (6), o amante do futebol pôde assistir a mais uma grande partida digna de Premier League. No Old Trafford, Manchester United e Everton empataram por 3x3, em jogo repleto de emoções. Cavani, Bruno Fernandes e McTominay marcaram pelos Red Devils, enquanto Doucoure, James Rodriguez e Calvert-Lewin balançaram as redes pelos Toffes. Com o empate, o Manchester segue na vice-liderança, com 45 pontos, mas desperdiçou a chance de encostar no líder City. O Everton, com o empate, alcançou os 37 pontos, na sexta colocação, ameaçada pelo Chelsea, que joga neste domingo (7).

 

PRIMEIRO TEMPO

 

Pelo nível e estilo das equipes, era de se esperar um jogo movimentado. Porém, boa parte da primeira etapa teve o United trocando muitos passes e tentando quebrar a linha de defesa do Everton. A primeira chance de perigo saiu após bela jogada individual de Greenwood, que entortou André Gomes na área, mas chutou torto. Três minutos depois, Rashford acertou cruzamento na cabeça de Cavani, que cabeceou firme, sem chance para Olsen. Quarto gol do uruguaio contra o Everton desde sua chegada aos Red Devils. Mesmo com o gol, a partida continuou no mesmo roteiro. Aos 41, o Everton chegou com perigo pela primeira vez. Lindelof saiu errado, a bola sobrou com Richarlyson, que tentou aproveitar De Gea fora do gol, mas jogou para fora.


O primeiro tempo caminhava para terminar 1x0, até que  Bruno Fernandes resolveu aparecer. O craque português recebeu de Rashford na entrada da área, e bateu colocado com curva, marcando um golaço - seu 13° gol na competição -, aumentando a vantagem dos donos da casa. No lance seguinte, antes do intervalo, o Everton teve a chance de diminuir a vantagem, mas Calvert-Lewin, cara a cara, tirou muito de De Gea e jogou para fora.

 

SEGUNDO TEMPO


Se na primeira etapa o time de Carlo Ancelotti não teve nenhuma finalização a gol, o intervalo foi fundamental. Em sete minutos os Toffees foram eficientes e em duas chegadas conseguiram reverter a vantagem dos donos da casa. Aos 49, Calvert Lewin recebeu na área e cruzou para dentro, De Gea afastou para o meio e Doucoure marcou no rebote, colocando emoções na partida. Cinco minutos depois, Doucoure recebeu na direita e tocou para James, até então apagado, dominar e finalizar bonito no canto de De Gea, empatando o jogo.

 

O United só reagiu aos 17 minutos , quando Rashford, após passe de Cavani, recebeu livre mas chutou em cima do goleiro Olsen, que fechou bem o canto. Aos 25, o United voltou a ficar na frente do placar. Em cobrança de falta da esquerda, McTominay subiu mais alto que a defesa e deu um leve desvio, mas o suficiente para a bola morrer mansinha dentro do gol. Sete minutos depois, Rashford, ao receber nas costas da zaga, teve a chance de decretar a vitória, mas ao fazer corte chutou de esquerda para fora da meta.

 

Quando o resultado parecia definido, Calvert-Lewin, artilheiro do Everton no campeonato, mostrou porque é decisivo. No último lance do jogo, aos 49 minutos da segunda etapa,  em bola cruzada na área, o camisa 9 dominou e deu um toquinho suficiente para tirar de De Gea e empatar  o jogo, garantindo um ponto importante para as pretensões da equipe e frustrando Solskjaer e companhia.


Momento em que o camisa 9 do Everton empata a partida (Foto: Michael Regan / Reuters)


PRÓXIMOS CONFRONTOS

As duas equipes voltam a campo pelo Campeonato Inglês no próximo domingo (14). O Manchester pega fora de casa o West Bromwich às 11h (horário de Brasília), enquanto o Everton recebe em casa a equipe do Fulham, às 16h (horário de Brasília).

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »