12/02/2021 às 11h09min - Atualizada em 12/02/2021 às 10h21min

Crise política em Mianmar

Os militares mais uma vez no controle de um país em crise

Pedro Mateus - Editado por Camilla Soares
bbc,g1,uol
Agence France-Presse — Getty Images
 
Militares assumiram o controle de Mianmar no último dia (1º) de fevereiro de 2021, por meio de um golpe de estado , com isso muitos líderes políticos foram presos, como ministros de estado e ativistas, houve o corte do acesso à internet, sinal de telefone e suspensão de voos ao país. O golpe ocorre após  o país ser governado por civís durante quase uma década.
Eleições em Mianmar
O país realizou em oito de novembro de 2020 a terceira eleição geral após ser governado por quatro anos pela ganhadora do prémio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi.

Essa última eleição foi histórica desde que os militares se decidiram pela transição que designaram de "democracia disciplinada", após quase cinco décadas de ditadura militar

Segundo Jonathan Head, correspondente da BBC no Sudeste Asiático, O momento exato do golpe pode ser facilmente explicado. No dia que os militares assumiram o controle do país deveria ter sido a primeira sessão do Parlamento, o que por sua vez teria consagrado o resultado das eleições de novembro.

A oposição, apoiada pelos militares, faz acusações de fraude da última eleição. A alegação divulgada pelo recém-instalado presidente em exercício para justificar a imposição do estado de emergência de um ano.

Presidente e Nobel da paz presos


Os militares prenderam o presidente recente eleito de Mianmar Win Myint, como também Aung San Suu Kyi vencedora do Prêmio Nobel da Paz em 1991 e secretária-geral da Liga Nacional pela Democracia.

Aung San pediu em carta publicada pelo seu partido que os cidadãos de Mianmar não aceitem o golpe de militar. "As ações dos militares são ações para colocar o país novamente sob a ditadura", disse a Nobel da Paz no comunicado divulgado pelo Liga Nacional para a Democracia (NLD).
 
Reações internacionais
O golpe em Mianmar provocou críticas da comunidade internacional. Como Japão, Estados Unidos, União Europeia, Reino Unido. A ONU (organizações das nações unidas) também condenou a atuação dos militares. 

"Esses acontecimentos representam um golpe sério nas reformas democráticas em Mianmar", afirmou o porta-voz da ONU Stephane Dujarric.

Durante o Golpe
Uma professora de ginástica viralizou na internet, pois enquanto dançava, ao fundo ocorria a movimentação de carros executando o golpe de estado em Mianmar.


 
https://www.nytimes.com/es/2021/02/01/espanol/myanmar-golpe.html /https://g1.globo.com/mundo/noticia/2021/01/31/liderancas-politicas-de-mianmar-sao-presas.ghtml/ https://www.bbc.com/portuguese/internacional-55900480/ https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2021/02/10/protestos-contra-o-golpe-militar-prosseguem-em-mianmar-apesar-da-repressao.htm
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »