18/02/2021 às 22h55min - Atualizada em 18/02/2021 às 21h36min

Bots aproximam os jovens do mercado de trabalho

Paulo Marques Pinto - Edição: Manoel Paulo
Bot é um programa de computador destinado a executar tarefas automatizadas pela web. Um exemplo disso é o feed de notícias do Facebook. Sua origem é a palavra robot, que significa "robô" em inglês. Criar um é fácil, mas a manutenção é precária devido aos poucos computadores conectados.

Os bots legítimos varrem a internet indexando sites para buscadores como o Google, ou encontrando o menor preço de um produto em poucos cliques. Já os bots ilegais procuram endereços vulneráveis para ataques e invasões. Os alvos de alguns são e-mails armazenados em formulários, coletados pelo robô e usados como destinatários de spams.

Dados coletados em 2016 mostram que os bots respondem por 52% do tráfego total da internet, dos quais 29% são maliciosos e 23% confiáveis, considerando 17 bilhões de visualizações de um total de 100 mil páginas diferentes.
É importante, porém, destacar dois bots que auxiliam as pessoas rumo ao mercado de trabalho.

O primeiro é o Mr Joboto, disponível no Facebook Messenger, que tem como função encontrar vagas de acordo com o perfil e a cidade do candidato, desde estágio até cargos de gerência, mediante envio de mensagens automáticas.
André Moura, o criador, descobriu que a taxa de conversão no Facebook era 50% maior do que no e-mail, o que o motivou a implantar a ferramenta. Outra proposta se encontra no Twitter.

O bot Vi Uma Vaga oferece oportunidades de trabalho nas áreas de desenvolvimento, inteligência artificial e UX (user experience). Mais de três mil seguidores contribuem com mais informações. Até o momento, foram publicados mais de mil tweets onde o bot foi marcado.

Uma prova de que as redes sociais também podem ter robôs úteis, nas palavras do desenvolvedor Vinícius Lourenço. Empresas de todos os portes, se precisarem abrir vagas, podem aderir aos bots como fortes aliados.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »