25/02/2021 às 17h50min - Atualizada em 25/02/2021 às 17h38min

Insira o audiobook em sua rotina e otimize seu tempo

Audiobooks: a literatura se adapta a uma sociedade atarefada e sem tempo para o lazer

Hellen Almeida - Editado por Roanna Nunes
Foto: Ilustração de um Audiobook/Reprodução: Jornal Fatos do Iguaçu.
Em meio a sociedade do século XXI sua característica mais notável é a busca incansável pela otimização do tempo, sempre ocupados, subestimando o lazer: “tenho que trabalhar, tenho que produzir!” eles dizem... Com essa sociedade baseada na filosofia do capacitismo – se eu me esforçar ao máximo irei conquistar tudo o que almejo- é fácil compreender que os bons prazeres da vida são deixados de lado, entre eles podemos citar o hábito da leitura. Porém, a literatura tem se adaptado a essa nova realidade, impulsionando uma modalidade já há muito tempo criada, mas que de uns anos pra cá tem ganhado cada vez mais força: os audiobooks.

Criado na década de 30, mas impulsionado apenas na de 70, o audiobook tinha como principal finalidade a inclusão da comunidade de deficientes visuais no hábito da leitura, sendo usado originalmente no formato de vídeo cassete. Atualmente, esse formato evoluiu junto com a sociedade e se adaptou aos meios digitais com aplicativos e plataformas especializadas em produzi-los.

Suas vantagens
Para os leitores de plantão: já se frustrou por não conseguir ler tantos livros quanto desejava em um ano, pois a rotina torna o tempo muito escasso? Pois então, o audiobook te ajuda a solucionar esse impasse: com ele, é possível “ler” a caminho do trabalho ou instituição de ensino e até mesmo durante suas atividades domésticas, seu uso é totalmente “moldável” para a sua realidade, como afirma Tamires Costa, enfermeira e dona de casa: “Sempre gostei muito de ler, mas tenho pouquíssimo tempo durante o dia e o audiobook me ajudou fazendo com que eu lesse mais livros em um mês do que o habitual, em 1 mês eu ouvi mais de 7 livros”.

Além da praticidade no dia-a-dia, com o audiobook você tem a oportunidade de praticar um novo idioma. Com o livro estando disponível na língua que deseja aprender, basta dar play e praticar sua compreensão do que é dito (alguns aplicativos tem a possibilidade de diminuir ou aumentar a velocidade do áudio, então é uma carta na manga para quando achar que estão falando muito rápido). Tamires aderiu a técnica a pouco tempo e tem se surpreendido: “Tenho achado muito interessante, tem ajudado bastante a praticar e treinar o ouvido para o inglês, que é o meu caso”, conclui.

Experiência pessoal
Inseri os audiobooks na minha rotina no início de 2021 desde então consegui “ler”, mais livros com uma maior otimização de tempo do que com a modalidade tradicional. Gosto de “ler” enquanto pratico exercícios ou cumpro alguma outra tarefa, também é uma vantagem para ler com tempo limitado, exemplo: para escrever a matéria "Pollyanna: o livro que nos ensina a lidar com o sofrimento do isolamento social de maneira mais leve", eu usei um audiobook do livro, e consegui iniciar e finalizar a leitura no mesmo dia.

Onde encontrar?
Ficou tentado a experimentar os livros em áudio? Aplicativos como o “StoryTell” e “TocaLivros” podem ser uma boa porta de entrada. O “StoryTell” apresenta além de audiobooks, e-books (livros digitais) em português e inglês, ambos têm plano de assinatura, mas você pode testar por 7 dias gratuitamente para decidir se deseja continuar ou não. Para quem deseja algo 100% grátis, o “LibriVox” contém livros nos mais variados idiomas, alguns deles são: português, inglês, espanhol, francês, alemão. Todos estão disponíveis para Android e IOS.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »