24/03/2021 às 12h11min - Atualizada em 24/03/2021 às 11h49min

Análise: previsões para a temporada 2021 da Ferrari

A Scuderia viveu grandes pesadelos no ano de 2020. Resta saber como será a nova temporada

Caio Henrique Panini de Oliveira - editado por Anna Voloch
Sainz testando o novo Chassi (Foto: Reprodução/Carlos Sainz)
A temporada 2021 da Fórmula 1 irá começar neste domingo (28), com o Grande Prêmio do Bahrein. A corrida está prevista para começar às 12h (horário de Brasília). Sem dúvidas, a temporada terá grandes surpresas e incertezas. Afinal, a McLaren ganhou reforços no motor e também na chegada de Ricciardo. Além disso, outros chassis devem brigar pelos pódios. Entretanto, uma das equipes que mais decepcionou em 2020 foi a Ferrari. Resta saber como será a nova época, de ressurgimento, ou de novos pesadelos.

O DESASTRE DA TEMPORADA 2020

O ano de 2020 foi difícil para todas as equipes, mas a Ferrari ganhou um pouco mais de obstáculos. Charles Leclerc e Sebastian Vettel não conseguiram guiar o carro, que tinha enormes problemas. Um dos maiores vexames aconteceu no GP da Italia. Naquela ocasião, os dois pilotos abandonaram a corrida. Vettel perdeu os freios na principal reta e assim, saiu na volta seis. Por outro lado, Leclerc bateu na volta 23 e também teve que sair da corrida.
 
Em resumo, Charles ficou na 8ª posição, e Sebastian apenas na 13ª colocação. Dessa forma, mudanças eram nítidas para a próxima temporada. Em resumo, no ano de 2020, a Ferrari fez a pior temporada desde 1980. Naquela ocasião, a Scuderia permaneceu em 10º. Contudo, naquela época havia 15 equipes, ou seja, ficou entre as cinco últimas. Voltando para 2020, esteve em 6º. Havia grandes erros nos planejamentos do carro italiano. Por fim, se criou uma crise em Maranello, e o campeonato ficou marcado por um projeto ruim. Além disso, os grandes erros de estratégia e operação também foram destaque.

O FUTURO DA SCUDERIA

No início de 2021, aconteceram os treinos de pré-temporada, onde todas as equipes colocaram os chassis na pista. Pelo lado da Ferrari, o carro apresentado mostrou uma grande melhoria do que foi o ano anterior. Contudo, ainda não se sabe como será a nova era sem Vettel, e com a chegada de Carlos Sainz. Aliás, durante os treinos, o piloto espanhol ficou na 3ª colocação. O veículo melhorou significativamente em comparação ao modelo SF1000. Atualmente, o padrão usado é o SF21.

O SF21 reduziu o arrasto, assim, encontrando boas velocidades nas retas. Sem dúvidas, um dos maiores problemas em 2020 foi a perda de velocidade nas partes mais rápidas dos circuitos. O SF1000 fazia com que os pilotos fossem obrigados a andar com as asas baixas e, dessa forma, tornava a traseira muito imprevisível. Por outro lado, o novo carro mostrou maior estabilidade, com isso, garantindo um menor desgaste dos pneus e mais velocidade.


As estratégias estabelecidas pela equipe foram outro grande equívoco. A Scuderia mostrou grandes erros que fizeram com que pontos fossem perdidos na temporada anterior. Dessa forma, será fundamental encontrar novas táticas para que o carro não perca posições por erros pífios. Por fim, resta saber quem será o piloto número um. Afinal, Charles está na equipe desde 2019, ou seja, teoricamente o francês é o candidato mais forte a tomar este posto. Contudo, alguns erros, além de discussões com companheiros de equipe, fazem com que o piloto não tenha nada garantido. Sainz chegou agora e, dessa forma, tornar-se líder é algo imprevisível na atual temporada.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »