03/04/2021 às 18h50min - Atualizada em 03/04/2021 às 18h36min

Diogo Jota sai do banco, marca duas vezes e Liverpool bate o Arsenal em Londres

Português é letal e ajuda o atual campeão inglês a construir o placar no segundo tempo.

João Vitor Figueiredo - editado por Anna Voloch
Vitória por 3x0 deixa o Liverpool mais perto do Chelsea na briga pelo quarto lugar (Foto: Andrew Powell/Liverpool FC via Getty Images)

O Liverpool venceu o Arsenal por 3 a 0 no último sábado (3), no Emirates Stadium, em jogo válido pela 30° rodada do Campeonato Inglês. Apesar do jogo ter sido na casa do rival, o domínio da partida foi todo da equipe de Jurgen Klopp, mesmo o placar sendo construído no segundo tempo. Diogo Jota, que saiu do banco, marcou duas vezes e ajudou a engatar o resultado. Salah também foi às redes e chegou ao seu 18° gol na competição. Com o resultado, os Reds agora estão na quinta posição com 49 pontos, dois pontos atrás do Chelsea, e segue firme na disputa pela vaga na próxima temporada da Liga dos Campeões.

PRIMEIRO TEMPO

 

A primeira etapa da partida foi morna, mas o Liverpool foi melhor durante todo o tempo. Teve 66% de posse de bola, anulou as saídas do Arsenal e finalizou seis vezes, porém com apenas uma grande chance.

.

Os primeiros dez minutos foram de pouca inspiração de ambos os lados, com os times bem postados e dificultando a criação do adversário. Tomando a iniciativa, a primeira finalização foi da equipe visitante. Milner aproveitou a sobra na entrada da área e chutou, mas a bola saiu à direita de Leno. Na chegada seguinte, Fabinho arriscou rasteiro, um pouco mais distante, e também jogou para fora.

 

O Arsenal, mandante da partida, pouco chegou no ataque e preocupou-se mais em se defender, chamando o Liverpool para seu campo. Entre os 20 e 30 minutos, o time de Klopp chegou mais duas vezes. Primeiro, em cabeçada fraca de Mané, que ficou fácil para o goleiro dos donos da casa segurar. Depois, Firmino deu belo corte em Holding e, de fora da área, finalizou perto da trave esquerda.

 

Aos 35, os Reds tiveram a grande oportunidade de inaugurar o placar. Arnold avançou pela direita, entrou na área e tocou para Milner, o inglês sozinho mandou de primeira, mas tirou demais e a bola passou raspando pela trave direita da meta dos Gunners. Do outro lado, Alisson foi um mero espectador da partida, tendo feito apenas uma defesa simples em toque de cabeça de Pepe.

SEGUNDO TEMPO

 

A segunda etapa iniciou da mesma maneira que a primeira, em que o Liverpool manteve a bola e promoveu as ações, mas que não resultaram em gol. O Arsenal até fez Alisson trabalhar em chute de Cédric Soares pela esquerda, mas o arqueiro brasileiro encaixou. E parou por aí.

 

Aos 15 minutos, uma ação mudou os rumos da partida: Klopp sacou Robertson e colocou Diogo Jota. Com três minutos em campo, o português mostrou que a estrela, a qual brilha desde a sua chegada na equipe, continua forte. Alexander Arnold recebeu na lateral direita e fez cruzamento perfeito na cabeça do camisa 20, que testou firme para vencer Leno e inaugurar o placar a favor do Liverpool no Emirates Stadium.
 

Cinco minutos depois, após lançamento de Fabinho, Gabriel Magalhães e Salah disputaram a bola na área, o camisa 11 levou a melhor, adiantou e deu um toque preciso por baixo das pernas do goleiro, ampliando o marcador para 2 a 0. O egípcio quase marcou o terceiro em lançamento de Tiago, mas desta vez houve a defesa.

 

O jogo reservou tempo para mais uma aparição de Jota. Salah recebeu pela direita, tocou para dentro da área, Mané girou para finalizar, mas o português se antecipou e mandou pro fundo das redes, fazendo 3 a 0 para os visitantes. Nos acréscimos, o resultado quase virou goleada. Salah recebeu lançamento de Alisson, ganhou do zagueiro e tocou para Mané, mas o senegalês chutou em cima do goleiro Leno, que impediu o quarto gol.

PRÓXIMOS CONFRONTOS
 

As duas equipes têm duelos no meio de semana pelas competições europeias. Os Gunners recebem o Slavia Praha na quinta-feira (08), às 16h (horário de Brasília), pela Liga Europa. Já os Reds viajam à Espanha para enfrentar o Real Madrid na terça-feira (06), também às 16h (de Brasília), em jogo válido pela Champions League.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »