04/04/2021 às 18h56min - Atualizada em 04/04/2021 às 18h30min

Sevilla joga melhor, vence o Atlético de Madrid e acirra disputa pelo título da La Liga

Com o tropeço, time de Simeone pode ver diferença para o Barcelona na tabela diminuir de quatro para apenas um ponto.

João Vitor Figueiredo - editado por Anna Voloch
Acuna comemora o gol que decretou a vitória do Sevilla na partida (Foto: Reprodução/REUTERS/Marcelo Del Pozo)

O Sevilla venceu o Atlético de Madrid no ultimo domingo (4), pelo placar de 1 a 0. A partida aconteceu no Estádio Ramon Sanchez Pizjuan, em Sevilha. De cabeça, o lateral Acuna marcou no segundo tempo, de forma polêmica, o único gol da partida. Com o resultado, os Rojiblancos chegam aos 58 pontos, na quarta colocação e com doze a mais que o Betis, quinto colocado. Já os Colchoneros estacionam nos 66 e podem ver o Barcelona ficar a um ponto atrás, se os Culés vencerem o jogo de amanhã contra o Valladolid. Dessa forma, a disputa pelo título da Liga Espanhola segue aberta.

 

PRIMEIRO TEMPO
 

O jogo gerava altas expectativas, afinal era o confronto entre o líder da La Liga contra o quarto colocado, que teve boas atuações na temporada. Para o Sevilla, era chance de ganhar de um time que está na briga pelo título. Por outro lado, o rival queria manter uma distância boa para Barcelona e Real Madrid, concorrentes na disputa pela taça.


Mas foram os donos da casa que controlaram as ações na primeira etapa e tiveram as principais chances de gol, incluindo um pênalti. Logo aos quatro minutos, Suso em sua jogada tradicional, recebeu na direita, cortou para dentro e chutou forte de canhota, forçando Oblak a fazer a primeira defesa no jogo. Dois minutos depois, Rakitic recebeu na área e foi derrubado por Saul. Pênalti, que Ocampos bateu, mas o goleiro do Atleti saltou no canto esquerdo impedindo que os mandantes abrissem o placar logo no início da partida.
 

Aos 19, o argentino tentou de fora da área, mas parou em Oblak outra vez. A equipe visitante respondeu com Koke, que também finalizou de longe. No entanto, Bono segurou firme. Foi uma das pouquíssimas chegadas dos Colchoneros durante a primeira parte do jogo.

 

SEGUNDO TEMPO
 

Na segunda etapa, o Atlético de Madrid encaixou melhor a marcação e conseguiu diminuir as ações dos donos da casa, que não finalizaram nos primeiros minutos. A primeira chance foi do time de Simeone, em que Koke chutou de fora e Bono teve que espalmar. Do outro lado, mais uma vez Ocampos arriscou, porém fácil para o goleiro adversário fazer a defesa.


Na jogada seguinte, o Sevilla enfim conseguiu balançar as redes. Jesus Navas chegou no limite da linha de fundo e cruzou na cabeça de Acuna, que jogou no contrapé para vencer o goleiro Colchonero e fazer 1 a 0 para os donos da casa. Houve reclamação por parte da equipe visitante por conta de um toque de mão de Ocampos não marcado pelo VAR, que validou o gol.


Após reinício de jogo, Hermoso teve a chance de empatar para o Atleti. O lateral recebeu a bola na marca do pênalti, mas na hora de finalizar pegou muito embaixo e jogou por cima. Já nos acréscimos, foi a vez de Bono, goleiro dos donos da casa, fazer uma defesa importante. Suárez, apagado na partida, foi lançado na área e tocou para Corrêa. O argentino sozinho chutou de primeira e o goleiro marroquino impediu o gol de empate dos visitantes, garantindo a vitória do time de Lopetegui e companhia.

 

PRÓXIMOS CONFRONTOS
 

O Sevilla volta a campo na segunda-feira (12), às 16h ( horário de Brasília), quando recebe em casa o Celta de Vigo. Já o Atlético de Madrid enfrenta, fora de casa, o Real Betis, no domingo (11), também às 16h (de Brasília).
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »