23/04/2021 às 14h39min - Atualizada em 23/04/2021 às 14h23min

Brasil é líder em pesquisas sobre aumento na produção de Podcasts

Nos últimos dois anos, os Podcasts têm ganhado destaque no país

Isabela Mello - Editado por: Celine Almeida

Segundo estudos da Voxnest, empresa referência em dados para a indústria do podcast, desde 2019 o formato vem ganhando relevância no país. Com um crescimento de 85,42%, comparando os meses de janeiro e novembro do mesmo ano, o Brasil foi apontado como o segundo país onde mais cresceu a produção de podcasts, ficando apenas atrás da Argentina. Em 2020, o aumento foi maior ainda e o Brasil passou a liderar o ranking, seguido por Reino Unido e Canadá, respectivamente.

Apesar de ter ganhado destaque nos últimos anos, o formato já era usado por alguns influenciadores há bastante tempo. Em 2006, o blog Jovem Nerd criou o Nerdcast, um dos podcasts mais populares do Brasil. Anos mais tarde, em 2014, as amigas Juliana Wallauer e Cris Bartis criaram o "Mamilos", programa que faz sucesso até hoje nas plataformas digitais. Seguindo o momento, as empresas começaram a apostar nos podcasts também. A Globo já conta com mais de 80 podcasts em sua plataforma sobre variados assuntos e além disso, fechou parceria com o Mamilos, fazendo com que o programa seja promovido e comercializado com exclusividade pela Rede Globo. A CNN, Jovem Pan, 99 Taxi, Visa e Magazine Luíza são algumas das empresas que também se entregaram ao formato.

Os famosos não ficaram para trás na produção de podcasts, e logo começaram a lançar seus próprios. No ano passado, Michelle Obama estreou seu programa entrevistando seu marido e ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. David Gilmour, líder da banda Pink Floyd, o rapper Snoop Dogg, e a atriz Gwyneth Paltrow são celebridades internacionais que também possuem seus próprios programas. No Brasil, ainda não é muito comum essa prática entre famosos, mas com os podcasts ganhando tanto destaque no país, não deve demorar muito até adotarem-o.

Mas afinal, o que é um podcast?

Os podcasts são um tipo de mídia focado em áudio, no qual pode-se falar sobre qualquer tema, sendo seu principal objetivo prender o ouvinte. O programa não tem uma duração específica, podendo ter 10 ou 45 minutos, e também pode ser gravado em formato de vídeo, apesar de não ser tão comum. Ademais, qualquer pessoa pode produzir um podcast, basta apenas ter um microfone, um assunto para falar e entreter o espectador. Eles podem ser publicados em qualquer plataforma de streaming.

Apesar de serem bastante ouvidos enquanto as pessoas trabalham, malham ou estão no trânsito, o home office não foi suficiente para diminuir os streamings. Por ser de fácil acesso e conquistar muito público pela variada quantidade de temas, os podcasts continuaram sendo tocados nas casas enquanto os ouvintes lavavam louça, limpavam a casa, tomavam banho, entre outras coisas. De acordo com dados do Spotify, o consumo de podcasts aumentou 200% em 2020, tendo 22% dos usuários ativos da plataforma engajando com cerca de 1.9 milhões de podcasts. A Deezer, concorrente do Spotify, já havia divulgado dados que chamavam atenção em 2019 quando o consumo dos podcasts cresceu 67%. No mesmo ano, o Ibope apontou que 50 milhões de brasileiros afirmaram já terem ouvido podcasts, o que corresponde a, aproximadamente, 40% dos 120 milhões de internautas.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »