04/06/2021 às 14h16min - Atualizada em 04/06/2021 às 14h09min

A morte de Kentaro Miura, autor de Berserk

Ele faleceu em 6 de maio de 2021 devido à uma dissecção aguda da aorta

Ana Paula Alves - Editado por Andrieli Torres
Foto: Reprodução/Flickr - Net Sama

“O Dr. Kentaro Miura, autor de Berserk, faleceu em 6 de maio de 2021 devido à uma dissecção aguda da aorta”. Foi com essa frase que todos foram surpreendidos no dia 20 de maio deste ano. 

Todos aguardavam ansiosamente pela conclusão do trabalho de Miura, mas não imaginavam que fosse acontecer dessa forma. As expectativas sobre as próximas páginas que o autor viria a criar, ruíram, deixando um vazio nos que acompanhavam a obra.

Berserk é um mangá que começou a ser publicado em 1989. Desde então, a obra conquistou toda uma legião de fãs, além de uma grande relevância dentro do meio dos mangás. A história acontece em um mundo medieval, com mistérios e magias sobrenaturais que, pouco a pouco, se revelam ao leitor enquanto acompanha a trajetória de Guts, o Espadachim Negro, e o grupo de mercenários do qual ele faz parte. Porém, não demora muito para que se perceba que, com vivências extremamente traumáticas, Guts talvez seja o protagonista que mais acumula sofrimento em toda a cultura pop. 

Essa história inspirou muitas outras produções, como os mangás Chainsaw Man e Blue Exorcist e os jogos da série Soulsborne, Devil May Cry e Final Fantasy. Assim, Berserk deixou nelas um legado artístico que não pode ser apagado.

É impossível também negar a relevância da obra para o gênero Dark Fantasy, que mistura elementos de fantasia e terror. Qualquer escritor ou artista que queira se inserir no gênero tem quase uma obrigação de conhecer a obra, pois a forma como o autor construiu sua história e personagens traz grandes aprendizados. Miura criou uma narrativa fantástica e aterrorizante que, através de mais de 30 anos, cativou e traumatizou seus leitores. A maneira como o autor cria tensão, desespero e repulsa, ao mesmo tempo em que trabalha em um universo mágico repleto de fadas, é quase uma aula de como escrever Dark Fantasy.

A trajetória da obra também foi marcada por diversos hiatos, os fãs ficavam extremamente felizes se eram publicados dois ou três capítulos ao ano, para os padrões de Berserk, isso era um ano cheio. Haviam, por conta disso, muitas brincadeiras falando da hipótese de Miura morrer antes de terminar sua história, assim como acontece entre o fandom de Crônicas de Gelo e Fogo, já que o autor demorava tanto para produzi-la. 

Apesar de não serem levadas a sério, serem apenas um meme, as brincadeiras se tornaram realidade. A obra de Miura trouxe muitos momentos de choque e desespero, deu destinos sofridos e irônicos para os personagens, mas isso não preparou sua comunidade para os sentimentos que vieram com a notícia de sua morte. 

Há alguns meses, o autor havia afirmado que o mangá entraria em sua fase final, que após 30 anos o produzindo, ele seria finalizado. E isso não mudou. Uma fagulha de esperança surgiu nos corações dos amantes da obra com um tweet de Hideki Sugimoto, antigo assistente de Miura, onde disse que daria o seu melhor para dar continuidade à história, mesmo com sua morte. 

Não é a finalização desejada pelos fãs, mas é parte do legado deixado por Bersek. Agora, só resta aguardar, esperar pelo melhor e aproveitar o que foi deixado pela obra de uma vida.

A história de Guts fez seus leitores sofrerem com as tragédias e horrores vivenciados pelo protagonista, mas com certeza o maior sofrimento foi o que aconteceu no dia 20 de Maio. Obrigada Kentaro Miura, sua história vive em todos que a leram e em todas as outras obras que inspirou.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »