11/06/2021 às 16h11min - Atualizada em 11/06/2021 às 16h01min

Larissa Manoela lança operadora de celular e instiga curiosidade sobre MVNO

Laricel é a mais nova MVNO (Operadora Móvel com Rede Virtual) do mercado e com menos de uma semana de lançamento, já conta com 2 mil chips vendidos

Isabela Mello - Editado por Manoel Paulo
No último dia 4, Larissa Manoela anunciou em suas redes sociais seu mais novo lançamento: uma operadora de celular. A atriz e cantora de 20 anos, surpreendeu seus fãs e internautas com a novidade e a rede móvel, que recebeu o nome de Laricel, foi parar nos assuntos mais comentados do Twitter.

O novo investimento de Larissa conta com cinco planos pré-pagos, variando entre R$ 25 e R$ 75 e, dentre as vantagens oferecidas estão: dados acumulativos, 4G por todas as regiões do Brasil e não possuir contrato de fidelidade. Segundo a atriz, a operadora já conta com 2 mil chips vendidos em menos de uma semana de lançamento.

Na madrugada seguinte ao anúncio, Larissa já mostrou gratidão pelo feedback que recebeu nas redes, entrou na onda das brincadeiras que fizeram e fez questão de agradecer ao apoio de todos. Obrigada por hoje. Vocês surpreendem sempre! E vamos de LariCel no seu cel hahahhaha beijinho e boa noite.”, disse.

A Laricel faz parte de um modelo operacional chamado Mobile Virtual Network Operator (MVNO) e conta com a parceria da Dry Company. A empresa é conhecida no mercado por prestar serviço a times de futebol como Botafogo, Fluminense, São Paulo, Corinthians, Ceará, Bahia, Sport, entre outros.



O que são os MVNOs?

O Mobile Virtual Network Operator ou Operadoras Móveis com Rede Virtual, em português, são pequenas empresas que atuam no mercado agregando serviços diferenciados ou revendendo planos convencionais de outra forma para nomes de peso. Com isso, não possuem infraestrutura própria.

Essas pequenas empresas buscam atingir nichos específicos de clientes e, para isso, fazem parceria com grandes operadoras como TIM, VIVO, OI e CLARO para usar suas redes e serviços, criando novas utilizações para essa mobilidade onde as operadoras não têm interesse ou não podem atender.

A Surf Telecom, por exemplo, usa o sinal da TIM, é um dos destaques no mercado dos MVNOs e junto com suas credenciadas já acumula mais de 1 milhão de chips vendidos nacionalmente. Dentre as parceiras está a Dry Company, Correios Celular e Infiniti.

Por outro lado, outros grandes nomes do mercado como Porto Seguro e AmericaNet, não tiveram o mesmo êxito e acabaram fechando.

Toda a operação é autorizada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e até o final do ano passado, contava com 105 operadoras MVNO. Assim como tudo, o serviço conta com benefícios e malefícios, como o baixo preço de custo para o usuário e a falta de cobertura pelo território nacional, respectivamente.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »