24/06/2021 às 16h48min - Atualizada em 23/06/2021 às 15h11min

Produções brasileiras têm investido em filmes e séries criminais

Thamires Trindade - revisado por Jonathan Rosa
Cena do filme ''A menina que matou os pais'' (Foto/ Reprodução: Galeria Distribuidora/ Papel pop)

Filmes, séries e documentários com temáticas criminais vem conquistando cada vez mais público no Brasil. De acordo com o Estado de São Paulo, o podcast Serial, de 2014, teve 10 milhões de downloads em menos de 2 meses de sua estreia.  Isso mostra como essa temática ganha popularidade, fazendo com que produções brasileiras também passem a investir em filmes e documentários de crimes que ganharam notoriedade.


O caso criminal de Suzane von Richthofen, condenada a 39 anos de prisão pelo assassinato dos próprios pais, ganhou um enrendo para os cinemas. O filme intitulado “A menina que matou os pais”, é baseado na história de Suzane e ganhou uma outra versão, "O menino que matou os pais”, mostrando o ponto de vista de Daniel Cravinhos, ex namorado de Suzane, que também foi condenado pelo crime. O filme teve sua estreia adiada por conta da pandemia do novo coronavírus, mas continua sendo um dos longas nacionais mais aguardados deste anos, visto que esse é um caso que ganhou muita repercussão e continua sendo noticiado pela mídia.


Trailer do filme ''A menina que matou os pais''. (Reprodução: Ingresso.com - Youtube)


Confira outras produções nacionais com essa temática que estão disponíveis nas plataformas de streaming:

A série documental “Investigação Criminal”, que está disponível na plataforma de streaming Amazon Prime Video, tem 8 temporadas e mostra os bastidores de crimes brasileiros que mais repercutiram. Os episódios contam com entrevistas e depoimentos de delegados, peritos criminais, legistas e outros profissionais que estiveram envolvidos nos casos.

 

Trailer da série ''Investigação Criminal''. ( Reprodução: Medialand - Youtube)


Recentemente a Netflix anunciou o lançamento de um documentário, que também tem essa temática. ‘’Era uma vez um crime’’ estará disponível na plataforma a partir do dia 8 de julho, e vai expor sobre o caso de Elize Matsunaga, que assassinou o marido A documentário  também vai contar o ponto de vista de Elize.

Trailer do documentário ''Era uma vez um crime''. (Reprodução: Netflix Brasil - Youtube)


Além desse documentário, a Netflix tem disponível também a série ‘’Bandidos na TV’’, que mostra a história do apresentador Wallace Souza, que foi acusado de planejar e executar os assassinatos que ele noticiava.

Trailer da série ''Bandidos na TV''. (Reprodução:Netflix Brasil - Youtube)


Casos criminais ganham espaço em outras plataformas

Além de filmes, séries e documentários, os casos criminais também vem ganhando destaque em outros formatos, como podcasts e canais do Youtube. 

O caso Evandro ficou em evidência no podcast Projetos Humanos, que é produzido por Ivan Mizanzuk desde 2015. O podcast conta o caso do menino Evandro Ramos Caetano, de 6 anos, que desapareceu em 1992 na cidade de Guaratuba e foi encontrado morto. Esse episódio teve mais de 4 milhões de downloads e vai virar série, de acordo com o G1.

Além do Projetos Humanos, o Modus Operandis é outro podcast que narra crimes reais. Criado em 2019, é apresentado por Carol Moreira, Bel Rodrigues e Mabê, de forma descontraída. Os crimes cometidos por Ted Bundy, Charles Manson e Jeffrey Dahmer são alguns dos casos que elas abordam.

O canal Boo e outras coisas é apresentado por Mia Mozart e foca numa narrativa mais leve dos crimes, evitando sensacionalismos. As duas primeiras temporadas do canal focam em crimes estrangeiros.

Essas produções mostram como os brasileiros estão aprimorando e investindo nesse eixo. Além de evidenciar o enorme crescimento do público que procura estes temas.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »