06/10/2021 às 11h02min - Atualizada em 06/10/2021 às 10h52min

De virada, Corinthians derrota o Bahia em casa e entra no G4

No retorno da torcida na Arena, Timão sai atrás no placar, mas reage e conquista os três pontos

João Vitor Figueiredo - labdicasjornalismo.com
Depois de quase dois anos, jogadores e torcida festejam juntos gol do timão na Arena (Foto: Marcos Ribolli)

Com o retorno da torcida na Arena, o Corinthians venceu o Bahia por 3 x1, na noite desta terça-feira (5), pelo Campeonato Brasileiro. Os mais de 10 mil presentes puderam acompanhar pela primeira vez no estádio um jogo da equipe com os reforços contratados recentemente. A Fiel manteve o apoio até mesmo quando Gilberto, de pênalti, abriu o placar para o tricolor baiano ainda no primeiro tempo. Mas Roger Guedes, também de pênalti, Cantillo e Jô decretaram a virada que deixou a torcida satisfeita. Com o resultado, o timão assumiu a 4° posição com 37 pontos, e se consolida na briga por vaga direta na Libertadores. Já o Bahia permanece na zona de rebaixamento, com 23 pontos.

 

 PRIMEIRO TEMPO

 

O Corinthians entrou com aquilo que tinha de melhor e praticamente repetiu a escalação dos últimos jogos. A exceção foi Lucas Piton no lugar de Fábio Santos na lateral esquerda. Do outro lado, o Bahia foi a campo bastante modificado. Com Rodallega fora, Gilberto retomou a titularidade e fez dupla de ataque com Tonny Anderson, que não vinha atuando.  No meio de campo, os estrangeiros Isnaldo e Oscar Ruiz também foram sacados da equipe. Lucas Araujo e Patrick de Lucca foram escalados para reforçar a marcação da equipe.

 

Em seu estilo característico, o Timão começou com posse de bola e trocas de  passes para achar os espaços. Primeiro chute foi com Cantillo, aos nove minutos, mas a bola passou ao lado da trave direita. Dois minutos depois, Guedes recebeu na esquerda, fintou Luiz Otávio, mas chutou fraco em cima de Matheus Claus.

 

As mudanças no Bahia dificultavam as ações corintianas. Com as linhas de marcação bem ajustadas, os donos da casa tinham dificuldade para levar perigo ao time baiano .Coube recorrer a jogada individual. O garoto Gabriel Pereira rolou no meio da área para Renato Augusto, mas o camisa oito pegou embaixo da bola e ela subiu demais. Em um dos poucos lances que tentou alguma ação no ataque, o Bahia conseguiu um pênalti. Lucas Piton puxou Gilberto na área e o árbitro marcou a infração após consulta no VAR. O próprio Gilberto bateu e abriu o placar para o tricolor aos 32 minutos.

 

Já no final do primeiro tempo, o técnico Sylvinho inverteu a posição de William, até então discreto na partida, mas que logo criou duas oportunidades pela direita. Na segunda, o camisa dez  tocou para Giuliano na entrada da área, que ajeitou e chutou. Ao tentar interceptar, Lucas Araújo botou o braço na bola e o árbitro marcou pênalti. O volante ainda seria punido com o segundo cartão amarelo e foi expulso. Roger Guedes cobrou, converteu a cobrança e empatou a partida.

 

SEGUNDO TEMPO
 

Quando o jogo recomeçou, esperava-se um maior domínio do Corinthians por conta da superioridade numérica. Mas os donos da casa nem precisaram de muita pressão para virar a partida. Logo aos sete minutos, em cobrança de falta de Fagner, Cantillo ganhou no alto e desviou sem chances para Matheus Claus. Cinco minutos depois, em bonita triangulação, o goleiro do tricolor trabalhou duas vezes. Primeiro,  em chute de Giuliano da entrada da área e depois no rebote aproveitado por  Gabriel Pereira. O atacante teve nova oportunidade após fazer jogada individual, passar por dois marcadores, porém mais uma vez esbarrou em Claus.


Gabriel Pereira foi um dos destaques do Corinthians na partida. (Foto: Marcos Ribolli)

Gabriel estava incansável. No lance seguinte,o camisa 38 arriscou de fora da área, o goleiro baiano deu rebote, e desta vez
Jô, que substituiu Willian no intervalo, estava esperto para completar para as redes. O lance tinha sido anulado por impedimento, mas o VAR confirmou a posição legal do centroavante.  O gol marcado deixou  o camisa 77 isolado na artilharia do estádio Neo Química Arena, com 28 bolas na rede.

 

Com o resultado garantido, o timão apenas administrou o placar no embalo da Fiel, que voltava a cantar forte na Arena depois de quase um ano e oito meses sem poder acompanhar a equipe.

 

PRÓXIMOS CONFRONTOS

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado, dia 9. Na Ilha do Retiro, o Corinthians enfrenta o Sport, às 16h30(horário de Brasília). Às 19h,  o Bahia joga contra o Athletico Paranaense, em Curitiba.

 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »