14/10/2021 às 13h13min - Atualizada em 13/10/2021 às 12h47min

Edimburgo é mesmo um lugar mágico?

Saiba mais sobre a famosa cidade que inspirou o universo Harry Potter.

Malu Figueiredo - Editado por Bárbara Miranda
Se inspirar em algo como estopim para uma ação criativa é um ato adotado por diversos autores literários no decorrer da história. Isto ocorre com a famosa obra Harry Potter, que encanta até hoje diversos leitores. Uma das grandes inspirações para a construção deste universo mágico é a cidade de Edimburgo, na Escócia, lugar cuja arquitetura e atrações turísticas levam o viajante rapidamente ao mundo bruxo.

Mas afinal, quais locais desta tão fantástica cidade fazem com que ela seja mágica a ponto de enfeitiçar seus turistas, que a qualquer momento podem pensar estarem atravessando o Beco Diagonal ou a famosa escola de Hogwarts, e de inspirar uma saga tão renomada, criativa e completa? A resposta está a seguir.

Victoria Street                                                                   

Com casinhas e prédios de arquitetura medieval e repleta de cafeterias chiques, livrarias antigas e lojinhas temáticas, essa rua inspirou o famoso Beco Diagonal. Há boatos de que a própria J.K.Rowling andava pela Victoria Street, provavelmente, buscando alguma inspiração para sua futura criação.

Uma das lojas localizadas na rua que atraem os fãs de Harry Potter é o Museum Context. Isto porque nela há vários elementos do universo mágico disponíveis á venda, como varinhas, as canecas do bruxo, feijões mágicos e os famosos docinhos consumidos pelos estudantes de Hogwarts nos livros.

Greyfriars Kirkyard

Aqui jaz o vilão tão temido pelos bruxos do universo de Harry Potter, Lord Voldemort. Um general de nosso mundo “trouxa”, cujo nome era Thomas Ridell, descansa no cemitério de Greyfriars Kirkyard, e mesmo depois da morte, deixou um legado: uma inspiração para um complexo personagem, o Tom Riddle, e para uma história tão fantástica, que impactaria muitos leitores.

George Heriot´s School

Com sua arquitetura renascentista, a Geoger Heriot´s School divide os alunos em quatro turmas de divergentes cores, que acumulam pontos ao longo do ano letivo, de acordo com as atividades acadêmicas. Isso te lembra algo?

Isso mesmo! A tão sonhada Hogwarts foi inspirada nesta escola do mundo real. Um dos métodos de pontuação de George Heriot´s também é executado na vida escolar do mais querido bruxinho, em que há a divisão de 4 casas: Grifinória, Sonserina, Corvinal e Lufa-Lufa.

St Giles Cathedral

A principal igreja de Edimburgo, dedicada a Santo Edígio, é considera a matriz do presbiterianismo. Seu estilo gótico, sua torre de cerca de 15 metros de altura e a visibilidade do teto da capela que fica dentro da igreja, a Thistle Chapel, chamam a atenção dos turistas.

Atrás da igreja, há um monumento que serviu de inspiração para a entrada da famosa câmara secreta de Hogwarts.

Café The Elephant House

Uma cafeteria na ponte de George IV Bridge foi o local que J.K Rowling escolheu para finalizar o primeiro livro da saga. Apesar de que o bruxo não ganhou vida por lá (esta foi a segunda cafeteria em que a autora escreveu a série), na porta do local, há uma placa escrito “lugar de nascimento de Harry Potter”.

Rowling sentava-se em uma mesa que dava vista ao cemitério de Greyfriars e para o castelo de Edimburgo. Nas paredes da cafeteria, há recortes de jornais sobre a escritora e um cartaz afirmando que foi lá onde nasceu o Harry.

Outros lugares que tornam Edimburgo um lugar mágico.

Localizado no meio da cidade e no alto de uma rochosa montanha, é impossível não reparar no castelo de Edimburgo ao viajar ao local. Além de sua arquitetura bem medieval, a posição do monumento leva o viajante a contemplar a beleza do lugar, que o faz viajar no tempo. Será efeito de um Vira-Tempo?

Há também o Holyrood Park, um belo parque verdejante, que passa ao viajante a mais pura sensação de calmaria. É um lugar perfeito para um piquenique ou qualquer outra programação mais tranqüila. No meio do local, uma grande e bonita montanha, formada por um vulcão extinto, resplandece. Chama-se Arthur´s Seat.

E não se pode deixar de lado o Scott Monument. Sendo uma homenagem a Sir Walter Scott, a torre de sessenta e um metros de altura oferece uma vista imperdível da cidade e do castelo. Apesar de ser preciso subir 287 degraus para chegar ao topo, o esforço compensa!

E a conclusão para a pergunta inicial é que realmente Edimburgo é um lugar mágico, e motivos para isto não faltam. Mesmo os locais que não serviram de inspiração para a saga colaboram para que a cidade encante seus viajantes. Apesar de que o local seja um destaque na lista de viagens dos potterheads, não é só a estes que Edimburgo enfeitiça.

Referências :
 
Miramontes, Andrea. Roteiro de Harry Potter em Edimburgo, na Escócia, onde o bruxo nasceu. Lado B Viagem, 2018. Disponível em: <https://ladobviagem.com.br/roteiro-de-harry-potter-em-edimburgo-na-escocia-onde-o-bruxo-nasceu/
>. Acesso em: 11 de outubro de 2021.

Berto, Mykael. Edimburgo – Escócia. Revista Saúde News. Disponível em :< https://www.revistasaudenews.com.br/post/852>. Acesso em: 11 de outubro de 2021.

Carina. 10 atrações imperdíveis de Edimburgo, na Escócia: o que ver na 1º viagem! Viajoteca, 2021. Disponível em: <https://www.viajoteca.com/atracoes-de-edimburgo/>. Acesso em: 11 de outubro de 2021.

Basile, Paulinho. The Elephant House: a cafeteria onde Harry Potter nasceu! Da Mooca Para o Mundo, 2016. Disponível em: <http://www.damoocaparaomundo.com.br/the-elephant-house-a-cafeteria-onde-harry-potter-nasceu/>. Acesso em: 11 de outubro de 2021.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »