26/11/2021 às 17h08min - Atualizada em 29/10/2021 às 12h14min

Crônica: Voltando um pouco ao normal

Concretizando a esperança de uma vida comum, com a vacina que protege da Covid-19

Fernando Azevêdo - Editado por Larissa Bispo
Foto: Unsplash
 

Hoje eu vim registrar como foi meu primeiro evento nesta “volta ao normal”, tão aguardada e que está acontecendo. Sou a Lara, 27, consultora de marketing. Já escrevi aqui há algum tempo. Eu me perguntava onde estava minha vacina e a de milhões de outros brasileiros, pois havia pouca movimentação no sentido, enquanto a quarentena me consumia. 
 

Agora, felizmente, falamos em avanços na vacinação contra o vírus invisível que levou centenas de milhares de brasileiros nos últimos dois anos. Finalmente! E, olha, não foi fácil. Repito o que falei no outro texto: estava sendo desesperador.
 

 Voltando ao tópico de hoje, me sinto ainda um pouco chocada. Não lembrava como era ver tanta gente reunida em um só local que não fosse um supermercado ou um banco. Sempre fui fiel à quarentena, pois temia pela minha vida. Fui vacinada há dois meses, e somente os deuses sabem quão aliviada eu fiquei, ainda mais há um mês, na segunda dose.
 

Minhas amigas me chamaram para o meu primeiro evento há duas semanas, e faz alguns dias desde ele. Ainda lembro claramente que a minha primeira reação foi ficar assustada. Era um showzinho de bar, mas tinha muitíssima - muitíssima mesmo - gente. A maioria sem máscaras. Eu ainda uso a minha e carrego meu tubinho de álcool em gel.
 

Foi muito legal, mas muito estranho, sabe? A todo instante, alguma de nós falava, em tom de surpresa, sobre a quantidade de pessoas ali. Mesmo assim, estávamos relaxadas, e isso soou perfeito. Aproveitei meu primeiro showzinho, e espero que venham vários por aí. 

Mas antes, mal espero receber a notícia de que 100% dos brasileiros estejam completamente vacinados. Isso soa como uma realidade próxima, e, nossa, que bom! Estou cheia de esperanças para uma vida comum. Melhorei o meu inglês e, logo, logo, desejo visitar meu amigo Ismael.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »