16/12/2021 às 17h17min - Atualizada em 16/12/2021 às 17h03min

Guarulhos inicia volta as aulas obrigatória para todos os alunos.

Quais foram as medidas adotadas para a volta as aulas na cidade de Guarulhos.

Beatriz Claro - labdicasjornalismo.com
Créditos: Secretaria de Educação Guarulhos.
Desde o início da pandemia em março de 2020 as aulas presenciais foram suspensas sem previsão de retorno, as aulas estavam funcionando de modo remoto por meio de plataformas on-line. Informações divulgadas pela secretaria da Saúde a imunização de 97% dos profissionais da educação com todas as doses e cerca de 90% dos alunos entre 12 há 17 anos com a primeira dose da vacina garantindo assim segurança para o retorno das aulas presenciais.

Segundo informações da secretaria da Educação (Seduc-SP), o início do mês de novembro estabeleceu o início das aulas presenciais com 100% dos alunos tanto nas redes públicas quanto no particular em São Paulo. Os outros municípios tem autonomia para seguir ou não a orientação da (SEDUC-SP), desde que apresentem justificativa pautadas nos dados epidemiológicos que impeçam o retorno presencial.

O município de Guarulhos já vinha adotando o retorno das aulas presenciais desde 18 de outubro na rede de ensino municipal de acordo com as regras estabelecidas pelo plano São Paulo de combate á pandemia do novo Covid-19. Anuncio feito pelo então prefeito de Guarulhos Gustavo Henric Costa 36 anos conhecido como Guti, que relata que durante todo o mês de outubro foi mantido o distanciamento de um metro entre as carteiras e o revezamento de alunos, de acordo com a capacidade de cada escola.

Muitos pais e responsáveis pelos alunos optaram por continuar o ensino remoto. Pois só assim se sentiriam mais seguros.  Já que não era obrigatório a presença dos alunos nas salas de aula. Desde que participasse das aulas on-line. Exemplo vivido por Ana Evangelista,  de 36 anos, mãe da Larissa de 8 anos, que cursa o ensino fundamental, uma vez que foi possível conciliar os horários das atividade  escolar da filha via celular e do  seu trabalho, por se tratar de uma  micro empreendedora e poder levar a sua filha ao serviço. Com o início da obrigatoriedade das aulas presenciais Ana dobrou os cuidados com a pequena e orientou a não usar matérias de outras crianças e não oferecer nem pegar nada da mão de terceiros, ficar sempre com a máscara e sempre que possível usar álcool em gel.

Todos os funcionários do ensino que retornaram as suas atividades terão que fazer teste Covid-19, e os que estiverem com algum sintoma de gripe mesmo não confirmando a contaminação serão afastados até a melhora, além disso será disponibilizado matérias de higiene e proteção pessoas para cada um deles e pros alunos. Os gestores receberam, guias de monitoramento para eventuais casos de Covid-19 que possa surgir dentro das escolas. As instituições de ensino terão acesso ágil e atualizado com as informações sobre eventuais contaminações e novas variantes para o retorno 100% presencial.  

 Só  ficando de fora os Estudantes do grupo de risco ou maior fragilidade a doença, os que tiverem  mais de  12 anos que não  completaram o seu ciclo vacinal contra a Covid-19, crianças menores de 11 anos do grupo de risco que ainda não há vacina aprovada no país, gestantes e puérperas todos com prescrição médica ponderam  permanecer com suas  atividade remota.
 
A professora e coordenadora da rede pública de Guarulhos, Maria do Carmo, de 55 anos, está seguindo uma serie de novas orientações alinhadas entre a secretaria de Guarulhos e a prefeitura da cidade, entre elas desinfestação das carteiras, higienização da cozinha e dos alimentos oferecidos na escola. Outros cuidados relatados pela professora foi que no momento da chegada dos alunos na escola imediatamente são medidas sua temperatura e dos responsáveis na hora de buscar os menores.  



A Obrigatoriedade das máscaras continua sendo essencial devido estarem dentro de um ambiente fechado durante um longo período. O aluno Arthur de Souza, de 12 anos, conta um pouco dos cuidados que foram passados pelos profissionais da escola nesse novo período, a importância e obrigatoriedade do uso da máscara durante todo o período de aula. Ele também leva mais duas máscaras reserva pra troca de duas em duas horas.

A pedagoga Bruna Câmera, de 22 anos, que trabalha no colégio adventista de Guarulhos , conta sobre as novas regras passada para os funcionários e professores para o retorno das aulas informar os alunos se ficarem gripados, não ir pra escola, se algum aluno espirrar ou tossir várias vezes informar a coordenação e ligar para o responsável de imediato.

Pedro de Moraes, de 11 anos, fala o que foi adotado dentro da escola o uso de álcool em gel na entrada e saída e no período do intervalo, um tapete higieniza-te com álcool em gel na entrada das salas de aula, limpeza das mesas higienização dos matérias entregue pela professora. Pela visão da coordenadora Maria do Carmo á reintegração dos anos que estiveram dentro de suas casas a meses e tendo aulas por meios online. Os alunos estão se mostrando bem animados e dispostos com o retorno das aulas presenciais estão bem agitados e ansiosos também, as histórias e conversas aleatórias aumentaram comprados aos anos sem distanciamento social.



A mãe do pequeno Arthur conta que o seu filho se sente mais animado e mais interessado nos estudos ate mesmo do que antes do inicio da pandemia e cancelamento das aulas remotas. ‘’O meu filho se troca pra ir pra escolha feliz e me chama pra levar ele todos os dias”. Quando era aula on-line ele não queria participar e ficava enrolando pra realizar as atividades. Conta a Clivia Doane, de 40 anos.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »