29/07/2019 às 22h18min - Atualizada em 29/07/2019 às 22h18min

Estudo aponta que origem da anorexia pode estar relacionada com o DNA

Analise conclui que pacientes podem ter uma predisposição biológica para o desenvolvimento da anorexia, o que afeta o cérebro e o metabolismo

Isabelle Miranda - Editado por Thalia Oliveira
Divulgação
A anorexia tem sido vista como uma grave doença psiquiátrica, mas médicos da universidade de King’s College, em Londres, demonstraram que características no DNA de algumas pessoas mudavam a forma como essas pessoas processavam as gorduras e açucares e podem dar ao corpo a capacidade de suportar a privação de alimentos. O estudo analisou dados de 17 mil pessoas e relacionou a anorexia nervosa com oito genes de DNA humano.

A pesquisa associou a anorexia com características metabólicas genéticas, como índice glicêmico, lipídico e medidas corporais, além de relacionarem o transtorno a pessoas que têm outros distúrbios psiquiátricos, tais quais, transtorno obsessivo compulsivo, depressão, ansiedade e esquizofrenia. De acordo com os pesquisadores, determinados genes elevam a propensão à atividade física, fator que pode implicar na tendência de pessoas com anorexia nervosa serem bastante ativas.

Em comunicado, um dos autores da pesquisa, Gerome Breen, disse: “Anormalidade metabólicas observadas em pacientes com anorexia nervosa são mais frequentemente atribuídas à fome, mas nosso estudo mostra que as diferenças metabólicas também podem contribuir para o desenvolvimento do distúrbio. Além disso, nossas análises indicam que os fatores metabólicos podem desempenhar um papel quase tão forte quanto os efeitos puramente psiquiátricos”.

O diretor executivo da Beat, organização que realiza apoio a pessoas que sofrem de distúrbios alimentares, Andrew Radford, descreveu a pesquisa como inovadora, “O estudo aumenta significativamente nossa compreensão sobre as origens genéticas dessa grave doença. Nós encorajamos os pesquisadores a examinar os resultados desse estudo e considerar como pode contribuir para o desenvolvimento de novos tratamentos para que possamos acabar com a dor e o sofrimento dos transtornos alimentares”, afirmou.

A anorexia trata-se de um transtorno alimentar em que as pessoas buscam perder peso, com alimentação reduzida e, às vezes, se exercitando excessivamente. Essas pessoas geralmente têm uma imagem distorcida de si mesma e podem se sentir gorda, mesmo se estiverem abaixo do peso.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »