05/04/2019 às 19h28min - Atualizada em 05/04/2019 às 19h28min

Jornalismo de Moda: mais do que uma tendência

Para além das matérias sobre roupas, entenda como atua o profissional do jornalismo de moda

José Vinícius Ferreira - Editado por Larissa Barros
Jornalista de Moda, Lígia Nottingham
Foto: reprodução/internet

Assim como a política, a tecnologia, o esporte ou a cultura, a moda tornou-se um assunto de interesse para um público específico, que gosta de estar informado sobre o que está em voga no mundo da moda.

Com isso, o jornalismo de moda surge como um importante canal especializado neste universo, para levar conteúdos novos e relevantes para o seu público.

Por este motivo, uma das funções fundamentais do jornalismo de moda é, além de informar com credibilidade, traduzir os conceitos de moda para seus leitores e telespectadores. Portanto é de grande importância e exigência essencial da profissão, entender sobre moda.

O jornalismo de moda é um segmento que está crescendo cada vez mais e, ao contrário do que muitos pensam, não se resumem somente em discutir quais são as roupas da estação e tendências. Talvez o maior desafio da profissão hoje, seja desmistificar a ideia de que moda é apenas futilidade. Logo, é importante mostrar que moda é muito mais do que roupas, grifes, tendências e consumismo. Moda é sobretudo, comportamento, é um reflexo da cultura e movimenta toda uma indústria que gera milhões de empregos e negócios em todo o mundo.

Para a jornalista de moda Lígia Nottingham, falta hoje no jornalismo de moda  pessoas com conhecimento da causa. “ A moda tem sido tratada num senso comum como algo fútil ou de pouca importância, quando, na verdade, a moda é o sistema que baliza a sociedade de consumo como um todo, é dela que surgem as tendências que vão revolucionar as sociedades.” Para ela, uma das problemáticas que contribuem para isto é que: “O conteúdo de moda têm sido escrito, em sua maioria, por amadores, que não entendem do ethos jornalístico, não fazem apuração, não aprofundam o conhecimento, não escutam os dois lados, e embora criem conteúdos que pareçam interessantes, não possuem o senso crítico de entender que o jornalismo forma opiniões e que portanto, somos responsáveis por construir um mundo melhor (ou pior), através dela”.

 

Cena do filme: O diabo veste Prada, 2006.
(Foto: reprodução/internet)


O jornalista de moda é aquele que se aprofunda nas particularidades do texto de moda,  desenvolve matérias que reportem fatos e novidades do universo fashion ao público, através de veículos de comunicação como: revistas, jornais, internet, tv e rádio. Elabora e produz pautas e reportagens. Desenvolve trabalho de edição de moda, envolvendo elaboração do conceito do editorial, seleção e contratação de profissionais de moda, bem como aprovação final e edição de todo o trabalho desenvolvido por esses especialistas. Além disso, faz é  claro, a cobertura de desfiles, análise e crítica de moda.

O trabalho do jornalista de moda têm as suas próprias especificidades e desafios. Para além dessas especialidades, ele é de grande importância, pois a moda é um mecanismo social que começou em vestuário no início do Renascimento europeu e depois se espalhou para todas as áreas da vida social. Hoje ela faz parte das nossas vidas e expressa as mudanças que estão ocorrendo ao nosso redor. Nos fazendo questionar nossos valores e despertando novos comportamentos.

 

Desfile Ronaldo Fraga, SPFW 2018.
(Foto: reprodução/internet)


 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »