01/05/2020 às 16h10min - Atualizada em 01/05/2020 às 16h10min

Tecnologia como aliada no combate ao novo coronavírus

Empresas desenvolvem sistemas para monitorar novos casos e identificar aglomerações

Por Isabela Tavares - Editado por Luana Gama
filadendron / Getty Images

Empresas do ramo de tecnologia como a Apple e o Google, se uniram para combater a propagação do novo coronavírus (Covid-19). A ideia é criar uma ferramenta para identificar quem teve contato próximo com pessoas infectadas pelo vírus. O projeto está previsto para começar a funcionar a partir de maio. Mas, antes mesmo de ser lançada no mercado, a ferramenta apresenta alguns problemas, como a incompatibilidade do sistema. O software será compatível a partir da versão 6.0 do Android, o que pode deixar cerca de 25% dos aparelhos celulares no mundo sem a tecnologia. 

 

Em relação à privacidade, as duas empresas garantem que a privacidade do usuário não será afetada e que os dados de localização não serão reunidos. Veja no infográfio feio pelo G1 como o sistema funciona.

 

Outra grande multinacional que também trabalha para ajudar a identificar novos casos do coronavírus é o Facebook. A empresa criou um mapa online que ajuda na identificação desses casos. Por enquanto, essa plataforma só funciona nos Estados Unidos e com pessoas acima de 18 anos. Sobre como os dados são obtidos, o fundador e presidente da empresa, Mark Zuckerberg, afirmou apenas que “os dados agregados de uma pesquisa que está sendo feita com a Carnegie Mellon”.

 

No Brasil, o país adotou o modelo chinês para controlar a pandemia, como o uso de dados de celular para rastrear aglomerações e medir o índice de isolamento social. A prática está em uso em São Paulo e, dessa forma, tem informações sobre a porcentagem de pessoas nas ruas. No estado, a meta é que no mínimo 70% da população fique em casa, mas atualmente, apenas 51% está cumprindo o isolamento. 

 

Até o dia 30 de abril, mais de 3 milhões e meio de pessoas foram infectadas ao redor do mundo e há pelo menos 231 mil mortes causadas pelo vírus. No Brasil, são mais de 85 mil casos confirmados e 5.901 mortes. 


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »