30/07/2020 às 19h30min - Atualizada em 30/07/2020 às 19h14min

Pernambuco: conheça o Parque Nacional do Catimbau

O lugar abriga mais de duas mil cavernas em sua extensão

Lais Galdino - Alexandra Machado
Foto: Reprodução/Internet
Para quem gosta de história, ama viajar e conhecer lugares pouco explorados, o Parque Nacional do Catimbau é o destino perfeito. Localizado a menos de 300 quilômetros de Recife, no estado de Pernambuco, o local tem 62.300 hectares e se estende ao longo de três municípios: Ibimirim, Tupanatinga e Buíque, sendo este último o principal acesso ao parque. Criado em 13 de dezembro de 2002, o Parque Nacional tem como objetivo preservar os ecossistemas naturais existentes, permitindo a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação ambiental e turismo ecológico.

O que mais impressiona os visitantes são os registros de pinturas rupestres e artefatos da ocupação pré-histórica que têm pelo menos seis mil anos. Esses registros foram encontrados por pesquisadores em mais de 30 sítios arqueológicos dentro do antigo Vale do Catimbau. As cavernas-cemitério revelam muito sobre nossa própria história e evolução. Estudiosos acreditam que os antigos habitantes do parque eram grupos do Período Holoceno, civilização anterior ao desenvolvimento da agricultura, que moravam em cavernas.




Suas diferentes formações geológicas são compostas de arenito, rocha sedimentária de diversas cores e tipos que podem ter mais de cem milhões de anos. A biodiversidade do Catimbau encanta com a belíssima vegetação de Caatinga, onde habitam animais como raposa, tatu-peba, mocó, galo-de-campina, rolinhas, gaviões e seriemas, além de lagartos de diversas espécies, facilmente avistados sobre as rochas, como o papa-vento.

As trilhas, em sua maioria, têm baixo grau de dificuldade, levando as pessoas aos grandes monumentos de pedra e aos sítios arqueológicos do parque. Há bastantes opções, mas a disponibilidade para fazê-las pode variar, dependendo principalmente de condições climáticas. O viajante pode contar com a ajuda de uma associação de guias locais, que fica na Vila do Catimbau, em Buíque.

A melhor época para conhecer o parque vária de acordo com a preferência do turista. De março a junho é a época mais chuvosa, porém é quando a caatinga está exuberante, de novembro a março, com os melhores pores do sol. O período de menos chuvas vai de setembro a janeiro, sendo outubro o mês mais seco. De junho a outubro o clima não é tão seco e as paisagens estão mais verdes e a temperatura menos intensa.

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »