01/05/2019 às 20h42min - Atualizada em 01/05/2019 às 20h42min

Ajax e Barcelona vencem jogos de ida, e ficam mais próximos da grande final em Madrid

Holandeses conquistam mais uma fora de casa, enquanto Messi, marca dois e chega a 600 gols pelo clube catalão

Carlos Augusto dos Santos - Editado por Carlos Henrique Correia
Reprodução -Twitter oficial UEFA
Mais uma vez o Ajax mostrou força fora de seus domínios, após vencer na última terça-feira (30) o Tottenham em Londres por 1 x 0, pelo primeiro jogo da semifinal da Liga dos Campeões da Europa. Esse foi o terceiro triunfo seguido dos holandeses na fase mata-mata longe da Johan Cruyff Arena. Antes dos Spurs, o Ajax já havia vencido o Real Madrid em Madrid e a Juventus em Turim. 

Com um primeiro tempo primoroso, a equipe de Amsterdã sufocou o Tottenham com passes evolventes, marcação, pressão e intensidade. Tanto que, aos 15 minutos da primeira etapa, Van de Beek recebeu uma assistência sob medida de Ziyech e marcou o único gol da peleja.


Donny van de Beek comemora após marcar - Foto: Ian Kington-IKIMAGES-AFP

Os ingleses claramente sentiram as ausências do coreano Son, que estava suspenso, e de Harry Kane que esta fora das duas partidas por lesão. Sem seus dois principais nomes e, com Dalle Alle e Eriksen em péssimo dia, as únicas jogadas saíram dos pés do brasileiro Lucas, quase sempre em arrancadas.

No segundo tempo, os Goldenzones não conseguiram manter o ritmo de jogo da primeira etapa, mas continuou com muita concentração na marcação defensiva onde muitas vezes havia sempre dois jogadores do Ajax contra um do Tottenham.

Jogando em casa e precisando do resultado, o técnico Mauricio Pochettino avançou as linhas de marcação, ficando com a bola por mais tempo, mas não conseguiu levar perigo ao gol de Onana. Pelo contrário, foi o Ajax que teve a bola do segundo tempo. David Neres recebeu na área depois de jogada de Tadic e Mazraouli e acertou a trave esquerda de Lloris.

 

Reprodução - Twitter oficial do Ajax
 
Após a partida o comandante do time holandês Erik Ten Had, celebrou a vitória e a grande partida de seus jogadores.

“Foi um jogo incrível, um resultado fantástico. No primeiro tempo de partida, pelo menos, dominamos completamente e também marcamos um gol fantástico. Na segunda parte tivemos muito menos posse de bola, mas o que foi bom da equipe foi que eles lutaram muito. Eles lutaram por tudo e se saíram muito bem.”

Já aos canais BT Sports, Pochettino analisou a derrota e disse que esta apenas 1 a 0. E não vai jogar a toalha até o fim.

"A primeira metade não começou bem. O Ajax mostrou mais energia, foi difícil para nós jogar. Foi a nossa falta de energia. Depois de sofrermos o gol, começamos a jogar. Moussa Sissoko forneceu boa energia. Na segunda metade nós os pressionamos e tentamos criar chances. Foi um jogo equilibrado no segundo tempo. Estamos vivos. Está apenas 1 a 0. Precisamos acreditar que podemos ir lá e ganhar o jogo.”
 
Com a vitória o Ajax mantem a escrita de nunca levar uma virada na Liga dos Campeões, são 48 jogos com 40 vitórias e oito empates. Na próxima quarta-feira (8), as duas equipes se enfrentarão no jogo de volta, na Holanda. O Tottenham precisa vencer por dois gols ou mais de diferença para avançar a final o placar de um a zero leva a partida para os pênaltis.


Na Espanha

Barcelona e Liverpool fizeram a segunda semifinal. Os Reds começaram a partida marcando  a saída de bola adversária, às vezes, chegava a ter seis jogadores no campo do Barça fazendo a marcação. Mas com o passar do tempo, os catalães passaram a criar chances de perigo, sempre pelo lado esquerdo, com Coutinho e Jordi Alba.

Em uma dessas oportunidades pela esquerda que saiu o primeiro gol. Após cruzamento de Alba, Luiz Suárez antecipou o goleiro Alisson e marcou seu primeiro gol na UCL. Salah e Mané foram os melhores jogadores pelo lado inglês com arrancadas e jogadas de efeitos.

No segundo tempo o Liverpool quase chegou ao empate em duas oportunidades, mas Ter Stegen mostrou o porque é considerado um dos melhores goleiros da atualidade executando defesas espetaculares.

Na parte final, Lionel Messi decidiu aparecer e resolveu o jogo. Aos 30 minutos, após falha do zagueiro, Suárez acerta a trave e no rebote Messi já sem goleiro só completa para o gol. Sete minutos mais tarde, o argentino fez uma verdadeira pintura que deixou os mais de 98 mil torcedores no Camp Nou boquiabertos. Em cobrança magistral de falta, La Pulga colocou a bola no ângulo e fez o terceiro e alcançou a marca de 600 gols pelo Barcelona em 683 apresentações, média de 0,88 gol/jogo. O camisa 10 ainda é artilheiro da Liga dos Campeões com 12 gols.

Reprodução: Twiter @FCBarcelona
 
Em seguida o Liverpool perdeu duas grandes chances na mesma jogada, onde na primeira finalização a zaga espanhola tirou sobre a linha e na sobra Salah acertou a trave.


Reprodução: Twiter @FCBarcelona
Ao final do jogo, Klopp em entrevista a BT Sports, elogiou a atuação do Barça e lamentou as chances perdidas do Liverpool.

“O futebol é assim, sobre marcar gols. E eles marcarem três e nós não fizemos nenhum”. A nossa performance foi realmente boa, os rapazes fizeram um grande jogo. Mas contra o Barcelona eles precisam de apenas algumas oportunidades.”

E concluiu. “Não é o resultado mais fácil, mas temos outro jogo e o nosso povo estará lá. Não sei se podemos jogar tão melhor, mas eles tiveram um momento lá da trave e Messi estava lá para fazer um gol fácil, e o outro foi uma finalização espetacular. Indefensável”.

A partida de volta será na próxima terça feira (7), em Anfild, na Inglaterra. O Barcelona joga pelo empate e pode até perder por dois gols de diferença, já o Liverpool precisa vencer por quatros gols ou mais para avançar a final.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »