25/09/2020 às 17h15min - Atualizada em 25/09/2020 às 17h10min

Setor de turismo se mostra otimista para viagens sazonais de final de ano

Quase metade dos brasileiros acreditam ser possível viajar dentro do país ainda em 2020

Melissa Costa - Alexandra Machado
Foto: Divulgação/CVC
O setor de turismo parou completamente no inicio do ano devido à pandemia do novo coronavírus. Atualmente, o setor vêm se recuperando aos poucos, já que algumas atividades estão sendo liberadas pelos governos estaduais no decorrer da queda do número de casos e mortes. Porém, especialistas acreditam que o turismo deve voltar aos seus patamares de pré-coronavírus apenas no fim do ano.

Uma das causas para essa previsão são as viagens sazonais de Natal e Ano Novo. Mesmo que essas sejam realizadas de forma regional - uma nova tendência para o chamado "novo normal" - agências, operadores de viagens e o setor hoteleiro já estão otimistas. A estimativa é de que a cada 10 brasileiros que pretendem viajar até o Ano Novo, 8 optem por destinos nacionais ou viagens regionais. 

Segundo balanço divulgado pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), metade das operadoras de viagens já venderam pacotes para os meses de novembro e dezembro. Para a associação, esses dados são animadores. No mês de abril, 54% das operadoras não haviam registrado nenhuma venda. No mês de agosto, no entanto, esse percentual caiu para 21%, demonstrando assim uma retomada gradual, ainda que lenta, do setor. 

Para grande parte dos brasileiros, as viagens no fim do ano já não serão tão preocupantes, já que os índices da doença vêm caindo. O mesmo, pode se dizer das viagens para o primeiro semestre de 2021. De acordo com a pesquisa da Braztoa, 67% das operadoras entrevistadas já haviam vendido pacotes para o período citado. O balanço ainda divulgou que os destinos mais procurados dentro do Brasil são as regiões Nordeste (Salvador e Porto de Galinhas) e Sudeste, Angra dos Reis (RJ) e interior de São Paulo.

Os dados também podem ser comprovados pela pesquisa da Viajala. Segundo o buscador de voos, o setor realmente começou a esboçar reação. A pesquisa observou que os brasileiros estão otimistas em relação à viagens: 45% dos entrevistados afirmaram acreditar poder viajar pelo Brasil ainda esse ano, número que cresceu 9% em dois meses. 

"Destinos nacionais ainda são a melhor opção para quem quer programar viagens para o fim do ano e o ano que vem, já que permitem viagens mais curtas, mais baratas e que podem ser organizadas sem tanta antecedência" afirma a diretora de Comunicação do Viajala, Luísa Dalcin.

O que também comprova essa retomada do setor é o retorno das atividades dentro das próprias agências e companhias aéreas. A CVC, por exemplo, divulgou que irá fretar aviões para alguns roteiros de viagem de final de ano. A agência fechou 25 aviões que devem sair de 10 hubs pelo Brasil. Os voos acontecerão dos dias 20 de dezembro a 31 de janeiro.

Mesmo com todo o otimismo, as agências ainda preveem queda no faturamento. Segundo a Associação Brasileira de Agências de Viagens é estimada redução de 30% na venda de pacotes para o fim de ano. 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »