25/11/2020 às 00h58min - Atualizada em 25/11/2020 às 00h50min

Girlgroup de K-pop debuta com conceito futurístico e conta com integrantes virtuais

As integrantes virtuais representam as integrantes reais e contam com inteligência artificial

Pamela Stéfani - Editado por Fernanda Simplicio
SMEnt/Reprodução

O novo girlgroup de K-Pop, Aespa, lançado pela maior agência do ramo no país, SM Entertainment, conta com 4 integrantes reais: Karina, Winter, NingNing e Giselle; e 4 avatares virtuais, versões em inteligência artificial de cada integrante real do grupo. De acordo com o CEO da empresa, Aespa significa “Avatar X  Experience e Aspect”.

A ideia inovativa foi apresentada pelo CEO, Lee Soo Man, na “2020 World Cultural Industry Forum” e reformula toda a experiência entre fãs e ídolos, visto que os fãs podem também se conectar virtualmente e sentir-se ainda mais próximos das cantoras. Ainda de acordo com Lee Soo Man, haverá eventos de promoção nos quais as integrantes virtuais realizarão lives nas redes sociais para conversar com os fãs, possibilitando a criação de um vínculo com as inteligências artificiais, ademais, está em desenvolvimento uma nova tecnologia, como um app, na qual os fãs poderão manter os avatares por perto, conversar e se tornar amigos, como amigas virtuais sempre presentes.

Vídeo feito pela empresa para apresentação do conceito:


Em lançamentos passados, a empresa SM Entertainment já demonstrava o forte interesse no uso da tecnologia para inovar seus grupos de K-Pop, como nos shows em formato de holograma dos seus artistas reais na Coreia e no Japão.
No entanto, é possível perceber que a coexistência entre integrantes reais e virtuais em shows foi apresentada no grupo KDA, também feminino, lançado em 2018 pela empresa Stone Music Enterteinment, e que conta com um conceito parecido, no qual integrantes virtuais performam junto a integrantes reais, além de participarem como personagens do jogo LOL.

A recepção do público, no geral, tem sido bastante positiva, porém ainda conta com um público preocupado com os limites que o fanatismo pode chegar, principalmente entre crianças e adolescentes. Muitas pessoas têm comparado todo o conceito com o episódio 3 da quinta temporada de Black Mirror, no qual uma cantora, interpretada por Miley Cyrus, tem sua versão em brinquedo de Inteligência Artificial vendida aos fãs, porém o desfecho da história não é tão positivo quanto a ideia aparenta ser.

Torna-se, portanto, pertinente, uma discussão sobre as implicações dessa nova forma de entretenimento no mundo musical sul coreano na vida das novas gerações de fãs ao redor do globo.
O grupo Aespa debutou com o single “Black Mamba” no dia 17 de novembro deste ano e dominou os charts digitais da Coreia do Sul, além de ter entrado no Top 10 MV’s mais vistos no mundo, no Youtube.
 
REFERÊNCIAS:
TAN ZEI MI. 
K-pop meets Black Mirror: Girl group Aespa’s line-up features both human and avatar members (VIDEO). Malai Mail, 30 de out. 2020 Disponível em: <https://www.malaymail.com/news/showbiz/2020/10/30/k-pop-meets-black-mirror-girl-group-aespas-line-up-features-both-human-and/1917850>. Acesso em: 20 de nov. 2020. 
A banda de K-pop aespa vai ter uma cantora virtual. Chama-se ae-KARINA e tem 20 anos. Zap, 09 de nov. 2020. Disponível em: <https://zap.aeiou.pt/a-banda-de-k-pop-aespa-vai-ter-uma-cantora-virtual-357659>. Acesso em: 20 de nov. 2020. 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »