12/04/2021 às 18h38min - Atualizada em 12/04/2021 às 18h29min

Resenha: Zack Snyder e a Liga da Justiça

Longa-metragem de 4h traz uma história mais sombria e coesa aos moldes da DC

Raphaella Teles - Revisado por Mário Cypriano
Liga da Justiça - Imagem: Divulgação / DC

 Entre tapas e beijos, surge o Zack Snyder's Justice League, uma versão do filme da Liga da Justiça de 2017 montada pelo diretor. No Brasil, ficou conhecido como Liga da Justiça de Zack Snyder. Lançado em março de 2021, disponível para streaming na HBO Max, o longa tem uma abordagem bem desenvolvida e coesa que agrada os cinéfilos: o universo sombrio, próprio da DC, retratado no filme.

Durante o processo de produção de "Josstice" (apelido dado pelos fãs para a Liga da Justiça de 2017), Zack Snyder precisou se ausentar devido a uma tragédia familiar, a morte de sua filha. Então, Joss Whedon assumiu a direção do longa, lançando uma história cortada e simplória. Isso não era esperado, afinal, Liga da Justiça é o filme que reúne os heróis mais emblemáticos do universo cinematográfico estendido da DC. Nas bilheterias, "Josstice" arrecadou US $657 milhões, algo considerado um fracasso, já que era um filme tão aguardado e desejado.

Como o filme lançado não fazia jus ao esperado, os fãs da DC se mobilizaram pedindo uma versão dirigida por Zack Snyder. E não é que deu certo?! Snyder, com sua visão peculiar, remontou as gravações desenvolvendo ainda mais a história. Não é à toa que o filme tem um pouco mais de 4h de duração, e dessa vez nenhuma peça do quebra-cabeça ficou de fora.
 

Enfim, Snyder Cut


O lado sombrio e o tom mais sério são retratados na nova versão, representando a DC. Além disso, os personagens da Liga: Mulher Maravilha, Batman, Flash, Cyborg, Aquaman e o Superman, que aparece com o uniforme preto,  possuem um arco mais desenvolvido, principalmente o Aquaman e o Cyborg, que não receberam os devidos créditos na versão anterior.

No filme, 
Victor Stone, o Cyborg, mostra o potencial dos seus poderes, além do dilema existente entre pai (Silas Stone) e filho. Na história, o pai ausente utilizou uma das Caixas Maternas para reconstruir o corpo do filho, após um acidente que matou a mãe e o deixou impossibilitado de ter uma vida “normal”, transformando-o no Cyborg.

Até os vilões recebem um ênfase maior em sua personalidade, como o Lobo da Estepe, deixando de ser um soldadinho do Darkseid.

Zack Snyder nos bastidores da gravação - Imagem: Divulgação / DC

Os personagens também não fazem piadinhas enquanto lidam com o apocalipse e não existe “climinha” entre Bruce (Batman) e Diana (Mulher Maravilha). Bruce também demonstra ter consciência do problema, unindo a Liga sem ter noção do que está por vir. Após as Amazonas, que digo de passagem, estão maravilhosas e muito bem representadas, enfrentarem o Lobo da Estepe e Diana descer ao subterrâneo e dar de cara com inscrições detalhando a Batalha Primordial é que entendem o que Darkseid realmente pode fazer.
 

Um quebra-cabeça com todas as peças     


O filme traz profundidade e entrega uma narrativa com personagens bem desenvolvidos e entrelaçados. Assistir a versão de Zack Snyder dá gosto, o que explica a gratidão dos fãs. Você não precisa ser um super fã de super heróis para compreender isso.

O diretor não mediu esforços ao contar a história com calma. Falando em calma, importante mencionar que para algumas pessoas essa versão ficou cansativa, pois há muito slow motion, o efeito em câmera lenta. Mas, sinceramente, não aceito mais filmes picotado e sem contexto.

Entretanto, se fosse para ter um filme mais curto, duas cenas poderiam ser cortadas sem prejuízo algum (dá até medo de escrever isso). A primeira é a que mostra Lex Luthor revelando a identidade do Batman para o Exterminador. E a segunda é o pesadelo de Bruce, que inclusive tem a presença do ilustre Coringa. Essas cenas, já para o final do filme, não possuem tanta relevância para a história.

O que podemos aprender com esse filme? Tudo ou nada, vai depender do seu ponto de vista! Zack Snyder's Justice League não é um filme perfeito, mas é um dos poucos que se aproxima disso.
 

Confira o trailer abaixo:

 

  


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »