30/04/2021 às 20h33min - Atualizada em 30/04/2021 às 19h29min

Deepfake também se aplica a imagens de satélite

A descoberta assustou os pesquisadores da Universidade de Washington

Paulo Marques Pinto - Editado por Manoel Paulo
Reprodução/University of Washington

Deepfake é o nome dado a toda alteração de foto, vídeo ou GIF que parece real, mas foi feita com inteligência artificial. Em outras palavras, parece que algo aconteceu de verdade. Esse processo já existe no cinema, mas pode ser feito por meio de um computador conectado à internet. Aqui no Lab, eu já mostrei como se faz um deepfake (clique aqui).

Você sabia que agora podem ser criadas imagens fictícias usando mapas de verdade? Isso tem causado preocupação aos cientistas da Universidade de Washington (EUA), que as chamam de FakeGeo. O procedimento consiste em modificar a paisagem urbana, o relevo, o curso dos rios e o que mais fizer parte de um verdadeiro mapa de satélite. Uma das finalidades é criar rumores de incêndios florestais ou inundações, de acordo com o professor Bo Zhao. Por falta de maior conhecimento geográfico e a rápida difusão das fake news, é mais difícil saber qual mapa é real.

A diferença entre uma imagem aérea e a de uma personalidade, alteradas pela inteligência artificial, é a estrutura do software, ou seja, é muito mais fácil acreditar num mapa de baixa resolução e cujo zoom seja fraco.

Então, a equipe do professor Zhao criou dois programas: o primeiro permitia a criação de mapas falsos, o segundo podia encontrar falsificações a partir da textura, da cor e do contraste das imagens. Outra ferramenta a ser construída será capaz de avaliar a veracidade das imagens em tempo real. Porém, o professor alerta que todos os softwares precisam ser atualizados frequentemente.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »