21/06/2021 às 16h15min - Atualizada em 17/06/2021 às 19h10min

Por que tanta "preguiça" no inverno?

Falta de disposição e alteração do sono são comuns na estação e isso tem explicação

Thays Silva - Editado por Andrieli Torres
Foto: Reprodução/Freepik.com
O inverno mal chegou e Felipe já está sentindo os efeitos da estação fria. O dia amanhece, se ouve o toque do alarme do celular, mas ele só o desativa e volta a dormir. Frio e falta de disposição. Desânimo de sair de baixo do cobertor quente. Nenhuma vontade de levantar às 7 da manhã e ainda ver a escuridão pela janela. O sol está nascendo mais tarde e, sem ele, o início do dia fica muito mais preguiçoso.

Nem mesmo a cachorrinha farejando o dono faz ele levantar cedo. Pelo contrário: a coitada ainda leva uma bronca por tentar tirar ele da cama!

Há várias semanas Felipe não pratica mais atividade física. Por causa do frio, não tem disposição. Pela falta de disposição, não faz os exercícios que costumava fazer em casa. Sem os exercícios e sem a luz do sol logo cedo, vem o sentimento depressivo. E esse sentimento fortalece a falta de disposição. Felipe é mais uma entre tantas pessoas que entram nesse ciclo.

O curioso (ou não) é que o verão também afeta o comportamento dele. Apesar de se sentir muito mais disposto a levantar cedo e praticar exercícios, nos dias mais quentes ele se sente extremamente irritado, o que pode parecer muito estranho pra quem nasceu e viveu por 28 anos no Pará, estado que enfrenta calor o ano todo. Mas, é mais uma alteração brusca no clima que acaba afetando o humor dele.

Apesar dessa irritação no verão, é o inverno que tem mais impacto sobre o Felipe e isso tem uma explicação. Segundo os especialistas, o fator causador disso tudo é redução da luz solar. Isso porque o humor é influenciado por hormônios que também estão relacionados aos níveis de depressão: melatonina e a serotonina. A liberação dessas substâncias no cérebro depende da existência de luz solar. Por isso, no inverno ocorrem várias alterações emocionais. É a chamada depressão sazonal.

E, além das alterações no humor, essa depressão causa também mudanças no padrão do sono. Não, não é uma simples preguiça de levantar.

E se tudo isso tem relação com a falta da luz do sol, também fica fácil explicar porque o sentimento de desânimo e a falta de disposição afetam as pessoas de regiões que não enfrentam frio ou variação no horário do sol nascer ou se pôr. Basta um dia nublado ou chuvoso pra dar aquela “preguiça” de levantar ou de cumprir com as tarefas pendentes.

Voltando à história do Felipe, hoje, aos 30 anos, ele lembra de quando fez uma viagem pelo sul do país. Tinha 10 anos e a viagem era no mês de julho, no auge do inverno. Sentia frio, mas achava tudo incrível, até porque nunca passava tanto tempo exposto. “Eu gostava muito do frio quando morava no Pará, mas na verdade eu não sabia o que era frio. Hoje eu só quero ficar tranquilo em uma temperatura amena de 24°C, que é frio no Pará”, contou ele.

Por enquanto não resta muito a se fazer, mas não custa procurar alternativas para enfrentar com mais força e ânimo o inverno, que acabou de chegar. O que os especialistas dizem é que uma alimentação saudável e a prática de exercícios físicos pode ajudar a combater todo o desânimo que a estação traz.

A solução parece ser mais um desafio porque, como o próprio Felipe diz: “é mais difícil ser disciplinado no inverno”. Aparentemente a busca por uma melhora de disposição e humor depende de uma atitude, mesmo que contra a vontade. Pode ser difícil, mas é preciso um esforço pelo bem da saúde mental e do corpo.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »