17/06/2021 às 19h54min - Atualizada em 17/06/2021 às 19h37min

Com roupas neutras, moda agênero quebra estereótipos na sociedade

Apesar de ser um novo tipo de nicho, a moda agênero ainda não é bem aceito

Julia Chidiak - Thayane Domingos
Divulgação / Cejuntos
Desde crianças somos ensinados a saber que cores possuem gênero, que meninos não podem usar rosa e meninas azul. Mas assim que crescemos, percebemos que a forma que nos ensinaram está errada e que não existe uma divisão de cores. Quantos homens já não deixaram de usar cores ditas como femininas por medo de ser caçoado? Pensando nesse problema que cresce há séculos, estilistas criaram a nova moda:  a moda Agênero.  
  

Moda agênero ou sem gênero, foi feita a partir de um reflexo social, que defende a utilização de roupas neutras se desprendendo de algo feminino ou masculino. Muitos ainda se confundem com a diferença entre unissex e agênero, mas a divergência é simples, o unissex é confeccionado para corpos masculinos e femininos, enquanto o agênero não confecciona pensando em sexos e sim em pessoas. 

Para Lucky Lima, figurinista e fashion designer, mesmo com o lançamento desse tipo de moda, que engloba qualquer pessoa, ainda existe um receio nas comunidades para aceitar esse novo nicho na indústria. “Eu acredito que tudo que foge da normalidade é necessário na nossa sociedade, isso favorece mudanças, abre discussões e agrega um valor no conceito da sociedade”, disse.

A evolução da moda se dá de tempos em tempos, mas nem sempre essa mudança é aceita de braços abertos. Muitos ainda sentem dificuldade de aceitar transformações que ocorrem no dia a dia, e isso reflete diretamente nos novos nichos lançados pela moda. Mas felizmente, a corrente da genderless (moda agênero em inglês), está cada vez mais forte, mostrando que mudanças são necessárias para um bom avanço da sociedade. 

Ainda assim, muitos famosos são adeptos a moda sem gênero, o mais comentado de todos durante esse ano é o ator e compositor Fiuk, que costuma vestir vestidos, jaquetas jeans, calças coloridas e chegou a utilizar delineado. Outra celebridade é o Jaden Smith, ator e filho de Will Smith, desde muito novo optou por trajar esse tipo de moda, gerando muitos boatos a seu respeito, mas ainda assim, com seus 22 anos, Jaden continua utilizando sem se importar com o que as mídias dizem.  

Segundo Lucky, as principais vantagens de se utilizar esse tipo de roupa é a liberdade, pois você consegue vestir algo que te faz bem sem se importar com o que vão ou não dizer. A sociedade sempre aprisionou e jugou, mas usando a moda agênero você abre mão do julgamento alheio e consegue ser a pessoa que você realmente é, chegando por fim, na liberdade de ser.  

Para quem deseja começar a utilizar, o figurinista aconselha a começar aos poucos. Nem todos conseguem aguentar o julgamento da sociedade, então o melhor a se fazer é utilizar peças que sempre quis usar. A sobreposição também pode ser outro caminho para quem quer começar, colocar uma veste e por cima utilizar outra roupa é um ótimo modo e no decorrer desse processo, trabalhe sua aceitação e complemente com outras peças diferentes.  

Sendo assim, o mais importante da moda agênero é quebrar estereótipos, com seu diferencial de modelagem para todos os tipos de corpos, onde o consumidor é quem dita qual gênero pertence. Mas ainda se têm muito chão até a aceitação da sociedade para esse novo tipo de nicho, o processo não é rápido e nem fácil, mas cada vez mais o mundo da moda parece estar próximo de conseguir priorizar o bem-estar e deixar de lado essa divisão.  
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »