24/08/2021 às 16h13min - Atualizada em 25/06/2021 às 19h11min

Extensões de unhas: Facilidade para quem deseja unhas grandes de maneira rápida e prática

Saiba mais sobre a febre dos alongamentos de unhas

Naurielle Escoto - Editado por Yuri Anderson
Reprodução/Pexels
Não é de hoje que as extensões de unhas viraram assunto para quem gosta de nail designs. Originalmente, os alongamentos de unhas, que eram usados na China e Egito durante a antiguidade, foram sinônimo de poder e riqueza, sendo muitas vezes feitos a partir de ouro. Porém na atualidade, a prática deixou de ser algo usado apenas por motivo de riqueza ou de ser feito a partir do ouro.  
 
Um levantamento feito pelo GetNinja, aplicativo de contratação de serviços para América Latina, registrou um aumento de 200 mil na procura por moda e beleza no último ano, tal aumento, representa 54% a mais do que em 2019. Os profissionais mais buscados foram manicures e cabelereiros.  

Quando o assunto é alongamentos de unhas, os tipos mais conhecidos são: acrílico, fibra de vidro, gel, porcelana e baby boomer. Atualmente, muitas pessoas procuram os alongamentos, pois além de realçar a beleza essas técnicas ainda ajudam a manter a esmaltação por mais tempo. 
 
Bárbara Lopes, dona de uma esmalteria na cidade de Esteio no Rio Grande do Sul, conta que começou a trabalhar com alongamentos quando tinha 15 anos de idade. A empreendedora explica que viu nos alongamentos uma oportunidade de ganhar dinheiro e além disso, de construir uma carreira.

"Quando eu comecei, eu achei que seria somente um free e depois que eu fiz meu primeiro curso foi onde eu vi que teria um ganho maior do que se me mantivesse trabalhando apenas com mão e pé normal." comenta. "Hoje eu vejo uma carreira, além de fazer os alongamentos eu também consigo trabalhar dando cursos." Ressalta a empreendedora. 

Essa técnica, consiste na prática de aumentar as unhas usando uma camada mais grossa, mas são diversas as técnicas e modelos existentes: "Sem dúvidas o alongamento que eu mais faço é o baby boomer. Os formatos amendoados e bailarina são os que mais saem também.", conta Bárbara. 

 


A maioria das pessoas que antigamente usavam unhas postiças migraram para esse modelo de alongamentos, principalmente por serem mais duráveis, mas isso não quer dizer que não haja precauções a serem tomadas, como em relação as manutenções que devem ser no realizadas entre 20 e 25 dias após a realização do alongamento. Além disso, precisam ser renovados a cada 3 meses.  

 
Bárbara explica que quando passa desse prazo é onde começam os danos nas unhas naturais, pois o acrílico, por exemplo, tem em média três meses para começa a enrijecer, um dos motivos é o fato dele ser produto seco, então quando ele começa a ficar velho inicia o processo de descolamento de dentro para fora.

A empreendedora, atende em torno de cinco clientes por dia, e destaca que se a pessoa possui unhas naturais fortes e mantém as manutenções corretamente, não há nenhum tipo de prejuízo. Ela também explica que sempre que atende uma cliente nova, os principais questionamentos são "se vai estragar a unha, se vai durar, se irão conseguir realizar o alongamento mesmo com a unha muito pequena e geralmente relatam problemas que tiveram em outros estabelecimentos".  
 

 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »