04/07/2021 às 21h17min - Atualizada em 03/07/2021 às 22h49min

Cringe e com orgulho!

Descubra o que faz de você um 'Cringe Geek'

Ivan Fercós - Editado por Ana Terra
O duelo entre gerações está longe de ser algo novo. Nas últimas semanas de junho de 2021, a história ganhou novos capítulos, após a publicitária Carol Rocha usar o seu perfil no Twitter, o @tchulim, para questionar aos jovens da Geração Z (nascidos entre 1995 a 2010) quais eram as atitudes que eles consideravam ser motivo de vergonha da geração millenials (entre 1980 a 1994).
A repercussão foi grande, sendo um dos assuntos mais pesquisados no Google. Em reposta a Rocha os Zen's citaram: tomar café, fazer refeições pela manhã, gostar de Happy Potter, Friends e filmes da Disney, escrever de forma coesa e corrente gramaticalmente e ortográfica. Na moda, algumas das reclamações foram o uso de calças skinny (jeans ou elastano), pentear os cabelos de lado, usar sapatilhas. Sobrou até para ouvir rock, se manter informado seja pesquisando, lendo ou assistindo jornais, ser minimalista, saudosista e usar hashtags.

A lista é grande. A palavra inglesa “Cringe” usada para denominar os hábitos dos millenials, na verdade, é um verbo. E tem dois significados, segundo o dicionário de Cambridge:
  1. sentir-se muito envergonhado ou constrangido;
  2. encolher-se ou recuar com medo de alguém, ou algo que pareça poderoso e perigoso.
Alguns sinônimos em português para gíria são: cafona, constrangedor, vergonha alheia e a expressão 'coisa de tiozão'. O que torna apropriação linguística do idioma um erro, realmente o desprezo pelo uso da língua portuguesa parece está se internacionalizando.

Em tese, o território geek é ambiente de paz, devido aos seus interesses por tecnologia, games, cultura pop, livros, filmes e séries, que independente da geração ou época sempre atraem inúmeras pessoas. No entanto, não custa nada entrar na brincadeira, a seguir uma seleção de atrações. Se curtiu, acompanhou ou sentiu nostalgia, certamente o sensor “cringe geek” deve ficar em alerta. - Se é que isso existe!


Pokémon (1997): é um anime sobre treinadores de monstros que duelavam entre si. Os monstros eram guardados em pequenas esferas, chamadas de pokebolas.


Buffy, a caça-vampiros (1997):
 uma típica adolescente de Los Angeles, estudante do ensino médio incumbida de matar vampiros e demônios sob a tutela de um sentinela, uma espécie de mentor.


Xena, a princesa guerreira (1995): a série de TV sobre aventura, ação e mitologia, protagonizada por uma guerreira em busca de redenção por seu passado criminoso se tornando uma heroína, que luta com um aro de metal e com a ajuda fiel de sua amiga Gabrielle.


Hércules (1995): baseada livremente na mitologia grega. É uma série de TV sobre o mitológico filho de Zeus, e suas façanhas, um semideus com força sobrenatural.


Power Rangers (1993): é uma franquia de várias séries. O enredo é sempre o mesmo: um grupo de jovens guerreiros que luta contra monstros alienígenas do mal para defender à terra da destruição.


Animaniacs (1993): estrelado pelos irmãos Warner. A comédia de Animaniacs foi uma ampla mistura de humor à moda antiga, abordagens palhaças, referências à cultura pop. O show contou com um número de comédias com segmentos educacionais que cobriam assuntos como história, geografia, matemática, astronomia, ciência e estudos sociais, muitas vezes em forma de música. Animaniacs, foi um show de variedades, com curtos sketchs com um grande elenco de personagens.


Capitão Planeta (1990): é um desenho animado sobre 5 jovens portadores de anéis mágicos e que ao unir seus poderes dão vida a um super-herói preocupado em defender o meio ambiente de eco vilões.  


Três é Demais (1987): é uma série de TV sobre uma família que mostra como o pai de três garotas fica viúvo e precisa colocar a casa em ordem. Certamente, você já enviou ou recebeu alguma figurinha da Michelle e nem tinha noção de onde ela saiu. Pesquisar é cult.

Sentir vergonha de alguém, alguma situação ou atitude parece como um rito de passagem na vida. Na puberdade é comum os jovens buscarem a sua identidade, aquilo que as tornam diferentes dos demais, em uma tentativa quase que frustrante de pertencer a algum grupo social. Na era das redes sociais o que era “coisa de tiozão” ganha maior proporção antes mesmo nem imaginada.

Asco de uns e piadas de outros, a brincadeira só reforça que as diferenças entre as gerações não são tão grandes assim. O que dizer das roupas de cintura alta com boca de sino, brega para os millenialls e o auge para a nova. Atire a primeira pedra quem for “jofen” e ainda não usou calças fler. Hoje é geração Z que ri, mas a 5 anos no futuro serão os alfas a zoarem das dancinhas e challenges de Tik Tok, dentre outras. O boleto demora, mas chega. O que podemos aprender com isso tudo é que se rotular é coisa do passado e de que, na verdade, não há nada mais “cringe”, ou seja, vergonha alheia do que fingir ser o que não é só para estar inseridos nos padrões. Respeito é bom e nunca sai de moda!
 
REFERÊNCIAS:
ESMERALDO, Sabryna. 45 desenhos antigos que marcaram as décadas de 80, 90 e 2000! Aficionados. 17 de jan de 2020. Disponível em: <https://www.aficionados.com.br/desenhos-antigos/>. Acesso em: 28 de jun de 2021.
PUTINI, Rafaela. De repente, cringe | Que Meme é esse? G1. 27 de jun de 2021. Disponível em: <https://youtu.be/TEG9V46X9TQ>. Acesso em: 28 de jun de 2021. 
SUPER INTERESSANTE. Relembre 50 desenhos e séries que foram sucesso na década de 90. Super Interessante. 19 de abr de 2019. Disponível em: <https://super.abril.com.br/galeria/relembre-50-desenhos-e-series-que-foram-sucesso-na-decada-de-90/>. Acesso em: 28 de jun de 2021.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »