01/11/2021 às 17h55min - Atualizada em 01/11/2021 às 17h49min

Colin Kaepernick narra sua adolescência e dilemas da negritude em nova produção da Netflix

A minissérie “Colin em preto e branco" chegou na plataforma Netflix no dia 29 de outubro.

Isabella Leandra - Revisado por Isabelle Marinho
(Foto: Divulgação/ Netflix)
Na última semana de outubro, “Colin em preto e branco” foi lançada na plataforma de streaming Netflix, minissérie documental em que o jogador de futebol americano e ativista antirracista, Colin Kaepernick, narra pessoalmente como foi o período de sua adolescência e a decisão de seguir carreira no esporte.

Interpretado por Jaden Michael, Kaepernick levanta debates importantes acerca de vivências racializadas e o enfrentamento diário contra as micro agressões proporcionadas pelo racismo. Indo desde seu processo de identidade com o cabelo até decisões sobre seu futuro e profissão, Colin em preto e branco aborda o privilégio e a validação branca, relacionamentos e principalmente adoção, visto que o jogador foi adotado por um casal branco quando tinha poucos dias de vida.

A produção conta com um verdadeiro glossário sobre a história da comunidade negra, explicando conceitos trabalhados nos estudos antirracistas, elementos da cultura hip-hop, e trazendo diversas outras referências negras vividas ao longo da história, tais como Allen Iverson, estrela do basquete, e Romare Bearden, jogador de futebol americano na década de 1930, que decidiu seguir a carreira de artista. Além disso, seu dilema entre seguir a carreira no futebol americano ou o basebol mostrou como a resistência sempre esteve presente na vida do atleta, além da paixão pelo futebol americano e a posição de quarterback.

Colin Kaepernick ganhou grande repercussão em 2016, após o quarterback do San Francisco 49ers se ajoelhar durante o hino norte-americano no início do quarto e último jogo da pré-temporada de sua equipe e no início das partidas da liga de futebol americano, a NFL. Chegando a ser acusado de desrespeito à sua nação, Kaepernick resistiu e permaneceu realizando atos de protesto, virando um símbolo contra a violência policial e o movimento antirracista.


Com produção executiva de Colin Kaepernick e Ava DuVernay e roteiro de Michael Starbury, "Colin em preto e branco" mostra como desistir nunca foi uma opção para o atleta, que atualmente sonha em retornar à liga americana.

Confira abaixo o trailer oficial da minissérie, divulgado pela Netflix:

Trailer oficial de "Colin em preto e branco". (Reprodução: YouTube/Netflix)

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »