29/11/2021 às 00h00min - Atualizada em 29/11/2021 às 00h01min

Você conhece a alergia emocional?

Stefany Carvalho - Editado por Júlio Sousa
Pixabay
A alergia emocional é uma condição que ocorre quando o organismo apresenta uma resposta imunológica exacerbada diante de situações relacionadas às emoções, como ansiedade, depressão e estresse, levando a alterações físicas no corpo.


"É como pisar em ovos. Particularmente meu emocional, nos últimos anos, tem sido bem instável devido a vários acontecimentos da minha vida, como vestibular, faculdade, estágio e etc. Eu sofria com alergia emocional há um bom tempo, para ser mais exata desde o início do Ensino Médio, e assim que foi diagnosticado que eu tinha eu comecei a me vigiar mais. Além de começar a fazer terapia, eu também comecei a tomar calmante fitoterápico, mas só em épocas quando há grandes eventos que me deixam muito ansiosa ou nervosa", relata Heloisa Barbosa, que tem a alergia emocional há alguns anos.


Em entrevista, a psicóloga Bruna Szavara conta um pouco sobre quais são as causas, principais sintomas, como controlar e quais são os tratamentos:

Quais as causas?

"As causas para a alergia emocional ainda não são bem definidas. Sabemos que os sentimentos são capazes de provocar alterações no organismo com a liberação de hormônios e outras substâncias que contribuem para a inflamação na pele. No entanto, nenhuma alergia é de origem completamente emocional. O indivíduo que apresenta uma alergia emocional provavelmente já tinha predisposição para problemas de pele que foram manifestados somente na sobrecarga, podendo ser causa genética também". 


Principais sintomas:
  • Vermelhidão na pele;
  • Coceira;
  • Presença de manchas avermelhadas em alto-relevo. 

"No entanto, algumas pessoas podem apresentar também sintomas respiratórios, como dores na garganta, suor excessivo e falta de ar", disse a psicóloga. 


Como a alergia emocional pode ser controlada?

"Não podemos eliminar o estresse e preocupações de nossas vidas. No entanto, podemos amenizá-los, se estivermos atentos aos sinais do estresse, antes que o estresse chegue ao limite, ele demonstra alguns sinais, como: irritabilidade aumentada, falta de energia, dificuldade para dormir, acordar com sensação de estar mais cansado do que quando foi dormir, entre outros. Ao se atentar para estes sinais de estresse mais elevado, busque tirar um tempo para diminuir sua rotina, descanso e lazer. Essa é uma forma de ajudar a diminuir o estresse acumulado, minimizando as chances de ocorrer um desequilíbrio emocional e, consequentemente, a alergia emocional". 


Tratamento:
 

"O tratamento consiste em um acompanhamento com uma equipe multiprofissional como alergologistas, dermatologistas, e psicólogos, para identificar o que pode ter causado este distúrbio emocional e ajudá-lo a lidar com as dificuldades que vem enfrentando em sua vida. O tratamento medicamentoso também é de suma importância, e pode incluir antialérgicos e corticoides", diz Bruna Szavara. 





 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »