24/02/2022 às 21h33min - Atualizada em 12/02/2022 às 16h31min

A estética da balaclava no Brasil

A moda vivida em diferentes cenários

Madu Sousa - labdicasjornalismo.com
Reprodução / Instagram / @_iam.amethyst_


A moda vem se reinventando a cada dia que passa. Com tantos estilos diferentes é claro que nem todos os públicos serão agradados e olharão de boa forma para uma peça que está em alta, seja por gosto, identidade, preço, cultura ou outros motivos.

A balaclava, acessório que se trata de uma máscara que cobre toda a cabeça deixando de fora apenas o rosto ou os olhos, teve sua primeira aparição em 1853 na região da Crimeia, entre a Rússia e a Ucrânia. Durante o período, ela foi usada pelos soldados que lutavam na guerra para se protegerem do frio. Atualmente, a máscara ganhou uma repaginada após aparecer nas últimas temporadas de moda da Givenchy e Miu Miu.

Quem aí não lembra da icônica roupa da Kim Kardashian no Met Gala? Mesmo com toda a fama que a balaclava vem adquirindo, ainda há muitos esteriótipos de anarquia e racismo relacionadas a mesma, enquanto a peça se tornou comum em países onde a alta costura é valorizada, no Brasil pode ser altamente perigoso sair na rua utilizando um acessório que cobre todo o rosto.

De acordo com Georg Simmel, sociólogo alemão, “a moda era necessariamente uma expressão das classes superiores, que buscava ser copiada pelas classes inferiores formando, nesse movimento de distinção e imitação, aquilo que se conhece hoje como ‘moda’”. Comparando com o cotidiano brasileiro, o acessório que é utilizado por hype para algumas pessoas pode ser motivo de problemas com as autoridades, ou até de uma morte “acidental” apenas por se estar usando.

A marginalização de algumas peças para as classes sociais mais baixas só mostra a desigualdade que temos, pois até na moda um acessório que é "hypado" pelos ricos entra em um contexto totalmente diferente quando é utilizado por pessoas menos favorecidas financeiramente, onde as mesmas são associadas à cenário de criminalidade
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »