11/09/2019 às 15h02min - Atualizada em 11/09/2019 às 15h02min

Conheça as equipes que estarão na Série B do próximo ano

Paysandu entrou com recurso no STJD para anular jogo com Náutico, que foi marcado por um pênalti polêmico

Lúcia Oliveira - Editado por Paulo Octávio
Náutico aguarda decisão do STJD. Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press
A série C do Campeonato Brasileiro de 2019 ainda não acabou, mas os times classificados para a série B do próximo ano já foram definidos. Confiança/SE, Juventude/RS e Sampaio Corrêa/MA passaram para as semifinais e confirmaram o acesso. Porém, a quarta vaga está sub judice. Paysandu, eliminado pelo Náutico, entende que o árbitro Leandro Vuaden cometeu erro de direito ao confirmar o pênalti em que a bola bateu no braço de Uchôa. Com a marcação, o timbu empatou aos 49 e, como não há o critério do gol fora, levou a vaga na série de cobranças. STJD tem cinco dias para acatar ou não o recurso. A decisão não vai interferir no acesso dos outros clubes, mas pode alterar o adversário dos gaúchos na semifinal. 

O time sergipano carimbou o acesso, no último sábado, 7, e está de volta à série B depois de 28 anos. A conquista veio após o empate no jogo da volta contra o Ypiranga em 1 a 1, no Colosso da Lagoa, em Erechim (RS). Na ida, o dragão ganhou por 1 a 0. Já no próximo final de semana, a equipe enfrentará o Sampaio Corrêa, às 17h, no jogo de ida da semifinal da série C. 

Em Pernambuco aconteceu o jogo mais emocionante. O Náutico enfrentou o Paysandu, nos Aflitos, no domingo, 8. O jogo de ida acabou em um empate sem gols, e o da volta, terminou em 2 a 2. Os pernambucanos, que estavam perdendo por 2 a 0 -- com direito a gol de letra --, até os 20 minutos do primeiro tempo,  viram que a sorte não estava ao seu favor. 
Aflita, fazendo jus ao nome do estádio, a torcida viu seu time do coração fazer da dificuldade um motivo para não desistir. Depois que perdeu jogadores devido às lesões, o time conseguiu igualou o placar, já nos acréscimos, na raça e com pênalti polêmico. Aos 49, tocou no braço, árbitro Vuaden marcou pênalti após a bola ter tocado no braço do Uchôa dentro da área. Jean Carlos conferiu e levou a decisão para a série de cobranças. Jefferson brilhou ao defender a cobrança de Wellington Reis. E Matheus Carvalho convertou a última batida e confirmou o acesso.  Caso STJD não acate recurso do papão, o Náutico, assim, volta à série B de 2020, depois de dois anos. Após o fim da tensão e do jogo, a torcida invadiu o campo, comemorou e aliviou a frustração do ano passado, quando perdeu a vaga para o Bragantino

 

Delírio nos Aflitos após última cobrança. Créditos da Imagem: Marlon Costa/Pernambuco Press

No Maranhão, o Sampaio Corrêa venceu o São José por 3 a 2, no estádio Castelão, no sábado, 7. O empate sem gols no jogo de ida não favoreceu nenhum dos times. Por isso, na partida da volta, ambas as equipes precisavam buscar vantagem no placar. Foi com essa convicção que a Bolívia querida entrou em campo e já aos 12 minutos do primeiro tempo, abriu o marcador. O São José empatou aos 17, levou a virada dois minutos depois, empatou novamente, mas Luiz Eduardo fez gol contra a  favor do Sampaio Corrêa, que acabou decretando o acesso dos maranhaenses. 

Já no Rio Grande do Sul, dessa vez no estádio Alfredo Jaconi, o Juventude conseguiu a última vaga da série B de 2020 depois de golear o Imperatriz por 4 a 0, na última segunda, 9. O jogo de ida, no Maranhão, terminou em 0 a 0 e, por isso, ambas as equipes chegaram na segunda partida com chances de acesso. A goleada teve o maior público do ano no estádio: dezoito mil pessoas. Agora, os gaúchos esperam decisão do STJD para saber se vai encarar o Náutico, no próximo domingo, 15, às 18h, em casa.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »