13/02/2020 às 14h26min - Atualizada em 13/02/2020 às 14h26min

"Parasita" e o cinema sul-coreano em ascensão

Beatriz Neves - Editado por Bárbara Miranda
FONTE : DAVID SWANSON / EPA-EFE / Shutterstock.
Parasita foi o grande vencedor do Oscar 2020, e entrou para a história da premiação sendo a primeira produção não falada em língua inglesa a vencer como Melhor Filme. O longa-metragem dirigido por Bong Joon-Ho é considerado uma "comédia sombria", e relata a vida de uma família pobre que começa a trabalhar para uma família rica - denunciando o contraste entre elas e as mazelas da desigualdade social.
 
No entanto, apesar de ter sido ele o responsável de trazer prestígio internacional e aberto os olhos do mundo para o cinema sul-coreano, a produção cinematográfica do país é muito rica e vale muito a pena conhecer mais a fundo. É por isso que nós elaboramos uma pequena lista de cineastas coreanos com o trabalho incrível, confira:

Je-Kyu Kang
 
Para entender sobre o cinema sul-coreano, é preciso conhecer um pouco da história do país. Um fato importante foi que o cinema começou a se fortalecer no início da década de 1990, quando as políticas governamentais passaram a ser menos autoritárias. A Coréia do Sul possuía um longo histórico de censuras e repressões do Estado, mas em 1988 o presidente Roh Tae-woo iniciou uma fase gradual de abertura, o que foi fundamental para fortalecer a produção de filmes com maior diversidade temática, e como consequência, maior interesse do público.
 
É nesse cenário que surge Je-Kyu Kang, que em 1999 dirigiu o suspense Shiri - Missão Terrorista. O filme obteve um enorme sucesso e foi o primeiro sul-coreano a vender mais de 2 milhões de ingressos em Seul, superando Titanic (1997). Depois disso, o grande desempenho comercial da indústria cinematográfica trouxe para Coréia do Sul reconhecimento mundial, além de estimular mais produções. Outros trabalhos do cineasta são A Irmandade da Guerra (2004) e Mai Wei (2011).

Park Chan-Wonk
 
O diretor Park Chan-Wonk também conquistou grande êxito tanto dentro quanto fora da Coréia do Sul. A sua trilogia vingança, composta pelos filmes Mr. vingança (2002), Oldboy (2003) e Lady Vingança (2005) é um dos exemplos disso. Apesar de não terem relação entre si, eles são chamados de trilogia pela crítica por conta de seus temas semelhantes. Oldboy conta a história de um homem que foi mantido preso por quinze anos e depois libertado sem nenhuma explicação. O filme recebeu o Grand Prix no Festival de Cannes de 2004 e um remake norte-americano dirigido por Spike Lee em 2013. Outro sucesso do cineasta é A Criada (2016), filme que conta a história de Sooke, uma jovem que vai trabalhar para a herdeira Hideko a fim de enganá-la e roubá-la.

Bong Joon-Ho
 
Como já foi dito anteriormente, Parasita foi o principal vencedor do Oscar 2020, levando as estatuetas de Melhor Roteiro Original, Melhor Diretor, Melhor Filme Internacional e Melhor Filme. Essa foi a primeira vez que uma produção coreana foi indicada ao Oscar, e representa uma grande mudança no cenário cinematográfico mundial.
 
A carreira de Bong Joon-Ho se iniciou em 2000 com o filme Cão que Ladra Não Morde, logo depois produziu Memórias de um Assassino (2003) e O Hospedeiro (2006), todos com enredos que satirizam a sociedade na Coréia do Sul. Em 2013 lançou o filme Expresso Do Amanhã, ficção científica baseada na HQ Le Transperceneige, de Jacques Lob, Benjamin Legrand e Jean-Marc Rochette. No elenco, Chris Evans, Tilda Swinton e Octavia Spencer.
 
Já em 2017, o longa Okja se envolveu em polêmicas por ter estreado direito na plataforma Netflix, sem antes ser exibido nos cinemas. Okja é uma crítica ao capitalismo, exploração do meio ambiente e outros temas que são frequentemente ressaltados nos filmes do diretor.

 
REFERÊNCIAS
 
GAUCHAZH. De "Cão Que Ladra Não Morde" a "Okja": conheça seis filmes de Bong Joon-Ho, grande vencedor do Oscar 2020. Disponível em:  <https://gauchazh.clicrbs.com.br/cultura-e-lazer/cinema/noticia/2020/02/d e-cao-que-ladra-nao-morde-a-okja-conheca-seis-filmes-de-bong-joon-ho -grande-vencedor-do-oscar-2020-ck6gpuzce0hw101qdcwubiuzv.html >.Acesso em: 10 de Fevereiro de 2020.
 
PAPO DE CINEMA. A Criada. Disponível em:  <https://www.papodecinema.com.br/filmes/the-handmaiden/>. Acesso em: 10 de Fevereiro de 2020.
 
BRAZILKOREA.Trilogia da Vingança: a brutalidade sob o olhar do diretor Park Chan Wook. Disponível em: <http://www.brazilkorea.com.br/trilogia-da-vinganca-park-chan-wook/ Acesso em: 10 de Fevereiro de 2020 ISTOÉ, “Parasita”, filme sul-coreano ácido, derruba barreiras. Disponível em: https://istoe.com.br/parasita-filme-sul-coreano-acido-derruba-barreiras/>.Acesso em: 10 de Fevereiro de 2020.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »