12/04/2019 às 19h54min - Atualizada em 12/04/2019 às 19h54min

Como se vestir bem gastando pouco?

Manuela Portugal - Editado por Marcos Gonçalves
Para quem ama moda, ter um guarda-roupa sempre atualizado com as tendências da vez não parece nada mal. Mas nem sempre é possível.
Com a liquidez de ideias e a velocidade com que as informações são disponibilizadas no intitulado ‘’Mundo Líquido’’ de Bauman, o consumo da moda passou a ser não somente um consumo de necessidades, mas sim de desejos. A busca pelo novo é incessável e a funcionalidade do produto, na maioria das vezes, fica em segundo plano, tendo como prioridade a sua representação; a impressão que é transmitida. O valor simbólico.
Mas será que é realmente necessário ter uma bolsa Chanel e gastar uma fortuna com um par de Louboutin para contextualizar a imagem de uma mulher elegante e refinada, por exemplo?

Existem algumas dicas valiosas para você se vestir bem de acordo com a disponibilidade do seu bolso.
 
1. Bom gosto - Para a empresária Nicolle Trindade, o que faz diferença mesmo é o bom gosto, e não o valor da peça. ‘’Não sou fanática por peças caras. Procuro sempre investir em peças coringas para facilitar a composição do look, e procurar nos lugares certos. Temos um mercado bem amplo’’, Conta. 

2. Identificação com a peça - Cada pessoa tem um biotipo. É importante selecionar quais tendências se adaptam melhor ao seu estilo e te deixam mais à vontade.  ‘’Primeiro é importante saber reconhecer o seu estilo, porque muitas vezes o que está na moda não vai te deixar bem. A partir desse entendimento, você fica mais seletiva e usa o dinheiro de forma mais consciente. ’’ Explica a maquiadora Gabriela Novais. 
 
3. Garimpar brechós - Sim! Muito cool! Os brechós são fonte de peças raras, além de ser uma ótima opção de consumo consciente. A publicitária Evelyn Abreu  acredita que é válido investir em brechós. ‘’Além de contribuir para um consumo mais consciente, é possível encontrar peças novas e que provavelmente iriam para o lixo’’ As peças perdem valor para uns, mas para outros podem se tornar itens muito especiais. 

4- Ter peças versáteis no armário - A influenciadora Digital Priscilla Cabral, defende que o investimento vale para peças que podem ser utilizadas várias vezes, de várias maneiras. ''Looks e acessórios atemporais são uma dica fundamental que nunca sai de moda. Roupas que montem diferentes looks com uma única peça também são importantes.''

5 – Procurar itens que caibam no seu orçamento - Para a Jornalista Larissa Siqueira, a escolha de grifes tem ligação direta com o seu orçamento e suas prioridades. ‘’Eu quero uma bolsa Gucci? Sim. Eu devo me endividar para ter uma? Ela é prioridade frente aos meus estudos? Não. Tudo depende da importância que você dá. É possível comprar, por exemplo, uma bolsa legal de uma marca desconhecida, mas que tenha uma boa qualidade e componha bem o look’’.
 
E por fim, uma comparação de duas bolsas (uma de grife e outra de fast fashion) para exemplificar que é possível fazer uma composição inspirada nas grandes grifes e ficar tão elegante quanto.

E vocês? Acham possível fazer uma produção legal gastando pouco?
Um beijo!
@manuportugal
 
 
 
 
 


 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »