29/08/2020 às 19h20min - Atualizada em 29/08/2020 às 19h11min

Fórmula 1 confirma mais quatro etapas e fecha calendário de 2020

Afetada por conta da pandemia do novo coronavírus, temporada chega a 17 corridas confirmadas

Wesley Bião
Istambul não recebia uma etapa da F1 desde 2011 (Foto: Reprodução/F1)
A Formula One Manageament (FOM), órgão responsável por gerir a categoria, confirmou na última terça (25) mais quatro provas para a temporada de 2020. Com as confirmações de que Turquia, Bahrein  (duas provas) e Abu Dhabi estariam no calendário, a competição chegou a um total de 17 provas. A organização também aproveitou o comunicado para cancelar de forma oficial o GP da China, que seria disputado em 19 de abril e foi um dos primeiros a serem adiados por conta da pandemia.

Já o GP do Vietnã, circuito que estrearia neste ano e tinha sua prova prevista para 5 de abril, ainda não foi cancelado de forma oficial pelo governo local. A FOM pretendia incluir a etapa no calendário deste ano, mas questões de logística e o fato de a corrida ficar muito próxima de 2021, 
caso acontecesse, frustraram os planos da organização.

A Turquia volta a F1 pela primeira vez em oito anos. O circuito de Istambul Park recebeu sete edições da categoria, de 2005 a 2011. A etapa turca é a quinta inclusão de um circuito não previsto no categoria para este ano, ao lado de Mugello, Nüburgring, Portimão e Ímola. A prova está prevista para 15 de novembro.

Já o Bahrein, assim como Áustria e Inglaterra, receberá duas provas no mesmo circuito. O Grande Prêmio do Bahrein, no tradicional traçado do circuito, será disputado no dia 29 de novembro. Já o Grande Prêmio de Sahkir, que acontecerá no dia 6 de dezembro, vem com uma novidade: um traçado diferente do padrão usado pela categoria, praticamente oval. A expectativa da categoria é que as voltas de classificação fiquem abaixo dos 55 segundos e as das corrida com menos de 60 segundos. A volta de classificação mais rápida da história da categoria pertence ao tricampeão mundial Niki Lauda, que conquistou a pole position do GP da França de 1974 com 0:56.790 segundos a bordo de sua Ferrari. O encerramento da temporada ficará no circuito de Yas Marina, em Abu Dhabi, como vem acontecendo nos últimos anos. A prova está prevista para o dia 13 de dezembro.


Os dois layouts do circuito de Sakhir para as provas em Bahrein: em vermelho o circuito da primeira prova, em verde o da segunda (Foto: Reprodução/F1)

O campeonato, que originalmente teria 22 etapas e começaria no dia 15 de março, teve sua primeira prova do ano na Austrália ser cancelada a menos de duas horas da primeira sessão de treinos livres depois de um membro da McLaren testar positivo para Covid-19. Com o número de casos se alastrando pelo mundo, em especial na Europa, a temporada foi suspensa e diversas provas precisaram ser adiadas ou até mesmo canceladas, como os GPs de Mônaco e do Brasil.

Até aqui, seis dos 17 Grandes Prêmios já foram disputados: Áustria, Estíria (ambos no circuito de Red Bull Ring), Hungria, Grã-Bretanha, 70 anos (ambos em Silverstone) e Espanha. O GP da Bélgica acontece neste domingo (30). O inglês Lewis Hamilton, da Mercedes, lidera o campeonato com 132 pontos, seguido por Max Verstappen, da Red Bull e Valtteri Bottas, também da Mercedes, com 95 e 89 pontos, respectivamente.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »