04/12/2020 às 09h53min - Atualizada em 04/12/2020 às 09h31min

Os doze minutos mais emocionantes que você verá!

“Se algo acontecer… Te amo” está entre as dez obras mais assistidas desde o seu lançamento, com poucos minutos ele consegue encher seus olhos de lágrimas e seu coração de esperança.

Viviane Ramos - labdicasjornalismo.com
Fonte: Netflix / Reprodução: Google
No dia 20 de novembro, a Netflix lançou o curta-metragem “Se algo acontecer… Te amo”, com apenas 12 minutos. Parece pouco tempo, mas foi o suficiente para emocionar milhares de usuários. Com uma história trágica, dramática e emocionante, acompanhamos a rotina de um casal e seus desafios para continuarem sua relação após uma grande perda. Se você ainda não assistiu o curta-metragem, cuidado, pois a partir de agora os spoilers virão!
 
O curta animado, dirigido e escrito por Michael Govier e Will McCormack, relata a história de um casal que se afastou após a morte precoce de sua única filha. Sem fala alguma, as cenas retratam as lembranças, dores, brigas e momentos marcantes até o dia da tragédia. 1950, da cantora King Princess, é a música que incorpora a história e faz o espectador adentrar os sentimentos mais profundos dos personagens, e não se emocionar se torna uma batalha perdida.
 
Nas redes sociais os internautas não pouparam elogios e nem escondem as lágrimas que caíram com o desenrolar da história: “Simples e muito comovente. Acabei de assistir e estou em lágrimas”, declarou uma das milhares de pessoas que se emocionaram com a história.
 
Mesmo com um enredo extremamente dramático, o que acontece com a filha do casal não é só uma obra ficcional. A criança morre em um tiroteio na escola, o que nos lembra o brutal massacre em Columbine, Estados Unidos. Em abril de 1999, os estudantes Eric Harris e Dylan Klebold foram autores de uma verdadeira chacina na escola da cidade. Sem temor, receio ou preocupação, os adolescentes deixaram 13 mortos e 34 feridos no local.
 
O Brasil também não fica atrás. Em 2011 o bairro do Realengo (RJ) vivenciou um dos maiores massacres do país. Wellington Menezes de Oliveira, ex-estudante da Escola Municipal Tasso da Silveira, retornou a sua antiga escola para realizar um dos maiores assassinatos em série que o Brasil já vira. O homem assassinou brutalmente e com diversos tiros 10 meninas e 2 meninos entre 13 e 16 anos. Em março de 2019, o município de Suzano (SP) viveu o mesmo terror. Guilherme Taucci e Luiz Henrique de Castro foram os responsáveis pelos momentos de horror vividos na Escola Raul Brasil. Os atiradores deixaram 10 mortos e 11 feridos.
 
As pessoas que assistiram o curta também não deixaram de relacionar o triste fim da criança com os casos mencionados anteriormente: “Esse filme me causou muito impacto por trazer a tona novamente a tragédia de Suzano, pela dor que muitos sentiram”, declarou mais uma internauta após assistir o curta-metragem.
 
Isso mostra que o trágico final da filha do casal não é uma obra pertencente apenas aos roteiros dramáticos de filmes, é uma realidade que pode acontecer a qualquer momento e com qualquer pessoa. A obra de apenas 12 minutos não apresenta nenhum diálogo falado entre os personagens, mesmo assim, é nítida a tristeza, angústia e dor do casal por perder a pessoa mais importante de suas vidas.
 
“Se algo acontecer… Te amo” mostra como a união, a amizade, o apoio, a lembrança de bons momentos e, principalmente, o amor, une e transforma qualquer relação. Uma obra muito curta, mas com uma mensagem gigante, nos ensinando que até os momentos mais difíceis da vida podem ser superados com a ajuda de alguém especial e a certeza de que o amor sempre falou, fala e falará mais alto.
 

REFERÊNCIA 

 
MAIA Ludmilla; CRÍTICA | “SE ALGO ACONTECER… TE AMO” É DOLOROSO, TRÁGICO E POR FIM Lindo. Tribernna, 2020. Disponível em: <https://www.tribernna.com/2020/11/22/critica-se-algo-acontecer-te-amo-e-doloroso-tragico-e-por-fim-lindo/ >. Acesso em: 30 de novembro de 2020.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »