22/12/2020 às 14h29min - Atualizada em 22/12/2020 às 14h29min

Maquiagem e autoestima

Maquiadoras comentam a arte de elevar autoestima através da maquiagem.

Yasmin Lima - revisado por Jonathan Rosa
(Foto: Reprodução/ Instragram @marimaria)

A autoestima é trabalhada durante toda a vida de uma pessoa, todos os dias é possível descobrir mais sobre si mesmo, e entender as particularidades do seu corpo e da sua personalidade. E a maquiagem tem sido uma grande aliada das mulheres nos últimos anos, principalmente daquelas que estão com baixa autoestima. Todo aquele conjunto de produtos contribui para que a mulher se sinta mais forte, confiante, bonita e poderosa.

"A maquiagem é capaz de auxiliar na nossa autoestima a partir do momento em que encontramos nosso estilo dentro dela. Maquiagem não é um livro de receitas que seguimos e sempre da certo. Cada pessoa é única, com traços únicos, sensibilidades diferentes. E a maquiagem acompanha isso", explicou a maquiadora profissional e criadora de conteúdo digital, Larissa Nogueira.




Muitas pessoas conhecem o termo "maquiagem", mas poucas conhecem o termo "visagismo". O visagismo é um conjunto de técnicas que visam valorizar sua beleza, realçando traços externos do seu rosto, e pontos característicos do seu interior. Maquiar é muito mais que passar produtos na pele, é uma descoberta de quem você é, e de quem pode ser.

Embora todo mundo possa usar o que quiser, cada pessoa possui traços diferentes, e unindo o visagismo a maquiagem é possível entender o interior individual de cada pessoa, e reforçar suas características.  Já que o visagismo, a maquiagem e a autoestima andam lado a lado.

Dariane Santos, criadora de conteúdo digital e maquiadora de 28 anos, contou uma experiência que teve quando vendia cosméticos para tratamento de pele, "Eu perguntei para a cliente se poderia finalizar a demonstração dos produtos com a maquiagem, e ela aceitou e foi incrível, porque a moça não largava o espelho, era o tempo todo sorrindo, foi embora super realizada. Mas o que mais me deixou feliz foi ver que em poucas horas eu contribui para que o dia daquela mulher fosse melhor, e ela enxergasse o quão linda é", contou  a maquiadora.




Maquiadoras e criadoras de conteúdo digital tem ganhado cada vez mais espaço na sociedade, visto que enquanto inúmeras pessoas buscam aprender com as influencers como realizar uma boa automaquiagem, outras procuram profissionais para realizar um curso na área. E aquilo que inicialmente poderia ser só uma vaidade pessoal, passa a ser uma forma de empreendedorismo.

Mariana Maria, mais conhecida como Mari Maria, é maquiadora, blogueira e influenciadora, e embora hoje seja super conhecida, nem sempre foi assim. Na época de escola sofreu bullying por conta de suas famosas sardas no rosto. Após inúmeras tentativas de diminuir ou tirar as sardas, a influencer decidiu aceitá-las. A ruiva cursava estética na faculdade e sempre gostou muito de maquiagem e das possibilidades que os produtinhos podem trazer. A partir disso que ela deu início ao seu canal no YouTube.




Desde a criação do canal, seu objetivo é contar todos os segredos de beleza e dar dicas de maquiagem, reforçando sempre que todas as mulheres são bonitas, e que a maquiagem tem que ser um acessório, algo que as renove e não que as faça de refém. "Diferente do que muitos pensam, a maquiagem não muda quem a mulher é, apenas realça o que há de mais bonito no rosto dela", diz Mari Maria.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »