10/02/2021 às 21h47min - Atualizada em 10/02/2021 às 21h25min

Sevilla abre vantagem sobre Barcelona pelo primeiro jogo da semifinal da Copa do Rei

A equipe de Julen Lopetegui venceu os catalães por 2 a 0 no estádio Ramon Sanchez Pizjuan, com gol de ex-culé nos últimos minutos

Wagner Maciel - Editado por Juan Camilo
Equipe do Sevilla comemora o 2° gol, de Ivan Rakitic Reuters. Foto: Marcelo del Pozo

Na última quarta-feira (10), o FC Barcelona viajou para enfrentar o Sevilla, em partida válida pelo primeiro confronto das semifinais da Copa do Rei da Espanha. O clube catalão conseguiu pressionar os mandantes, porém não marcou um único gol, graças as boas defesas do goleiro canadense Yassine Bounou. 
 
PRIMEIRO TEMPO
 
O jogo começou e, logo nos primeiros minutos, o time da casa conseguiu se impor sobre a equipe de Ronald Koeman. Os Rojiblancos conseguiu trocar mais passes do que o adversário, tendo mais posse de bola do que o Barça e propondo algumas chegadas sem perigo até a meta de Ter Stegen.
 
Ao decorrer do confronto, saiu o primeiro lance de perigo da partida dos pés de Antoine Griezmann; o francês conseguiu encontrar Leo, entrando na área pelas costas do zagueiro, mas Bono conseguiu fazer uma grande defesa na finalização do argentino.
 
Posteriormente, aos 26 minutos, o zagueiro Jules Koundé arrancou pela meia direita e conseguiu abrir o placar para os Hispalenses. Após driblar três marcadores Blaugranas, o francês chutou no canto de Stegen, que tocou na bola com a ponta de sua luva, mas não evitou o 1 a 0, que perdurou até a segunda tempa.  
 
SEGUNDO TEMPO
 
Com o retorno dos jogadores a campo, o árbitro Antonio Mateu autorizou o reinício do duelo. A equipe visitante conseguiu reverter o quadro de posse de bola e atacou o adversário com cruzamentos, escanteios e chutes de fora da área. Desta forma, Messi conseguiu fazer o goleiro rival trabalhar, depois de finalizar no canto direito; contudo, o empate foi evitado.
 
Ainda no campo de ataque, os jogadores do time catalão reclamaram de um possível pênalti em cima de Jordi Alba. O espanhol avançava pela lateral esquerda, como costuma fazer, quando foi puxado por Suso, caiu dentro da grande área. O experiente Lahoz interpretou como falta fora da área, devido a origem do puxão do marcador.

Ao passo que os Culés pressionavam, o Sevilla buscavam um meio de encaixar um contra-ataque sobre a defesa desfalcada do oponente, que não pode contar com Piqué e Araújo, ambos lesionados. Além dos defensores, o coletivo de Koeman teve ausente mais seis atletas, todos por motivo de lesão.
 
Com a intenção de segurar a vitória, o treinador Lopetegui fez algumas mudanças em sua equipe; após alguns minutos, viu sair dos pés de Ivan Rakitic o resultado de suas alterações. O croata recebeu um belo passe de Oliver Torres e pôde correr com liberdade até a grande área; frente a frente com o goleiro, o Ex-Barça finalizou com ímpeto para dentro das redes, alargando a vantagem de seu time para o segundo confronto. 
 
Próximos jogos 
 
Com nove vitórias seguidas, o Sevilla receberá o 20° colocado de La Liga, Huesca. A equipe se prepara para uma sequência intensa de jogos, visto que terão as oitavas de final contra o Borussia Dortmund da Champions pela frente. 
Igualmente, o Barcelona encontrará em casa o Deportivo Alavés, que se encontra na 16ª colocação. Koeman e cia terão um grande trabalho na recuperação dos jogadores, pois jogaram contra o PSG pelo primeiro jogo das oitavas da UCL.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »