27/03/2021 às 17h58min - Atualizada em 27/03/2021 às 16h58min

La Pieta: uma loja on-line que aposta na versatilidade das peças

As proprietárias Clara Farah e Thaís Mesquita vendem peças duradouras e versáteis

Maria Fernanda Melo - Editado por Clara Molter Bertolot
Reprodução/Instagram
Com a pandemia da Covid-19, muitos brasileiros precisaram se reinventar. O e-commerce foi um meio para essa transformação. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), mais de 130 mil lojas virtuais foram criadas no país, desdo o início do novo coronavírus. 

Clara Farah, de 24 anos, formada em nutrição, e Thaís Mesquita, de 25 anos, responsável pelo marketing e social media em uma indústria, são duas empreendedoras que podem ser incluídas nos dados da ABComm. Com o desejo de montar um negócio juntas, as amigas se arriscaram na loja virtual. A La Pieta, nome inspirado em uma das obras de Michelangelo, é uma loja on-line que aposta na criação de vários looks, tendo apenas uma peça principal. Na entrevista abaixo, elas contam desde o processo de criação da loja, até as novidades que estão por vir.

Maria Fernanda: Como a La Pieta surgiu, e por que esse nome? 
La Pieta: Somos melhores amigas desde 2009 e sempre fomos muito coladas uma na outra. A Thaís sempre gostou muito de moda, e desde pequena teve uma convivência muito íntima com isso. Eu sempre gostei muito de arte, inspiração e tudo que apela para um universo visual. Ter uma loja de roupas já era uma vontade antiga nossa, e eventualmente aparecia em algumas conversas da gente. A vontade de colocar em prática e construir algo juntas só foi crescendo, e em julho de 2020 falamos bem sério em relação à isso. Montamos tudo em 1 mês e meio, e em setembro lançamos a nossa primeira coleção. O nome foi inspirado em uma escultura de Michelangelo, a La Pieta. Achamos que tirando o acento fosse mais fácil de memorizar. 

MF: Investir em um ramo que é tão ocupado por grandes marcas, durante a pandemia, é um grande desafio. O que motivou a criação da loja? 
LP: Não tem como negar que ficamos receosas no começo. Começamos a loja justamente em um momento em que houve um boom de lojas on-line vendendo roupas, isso é um ponto importante. Estamos na internet, que é onde as pessoas passam a maior parte do tempo delas, buscando a atenção do consumidor no meio de tanta informação (e de tantas lojas também). Ainda mais no meio de uma pandemia, quando os hábitos de consumo mudaram e as pessoas estavam buscando por outras coisas em período de quarentena. A vontade de transformar o que era só plano em algo sólido e a paixão pela nossa ideia foram importantes para dar esse pontapé inicial. Continua sendo até agora, nada mudou. O que te destaca em um mercado saturado é o que você traz de diferente para as pessoas e consegue fazer bem-feito. Por isso nós criamos um formato de conteúdo em que a gente possa estabelecer mais intimidade e conexão com as pessoas, em vez de só expor o nosso produto.
 

"A vontade de transformar o que era só plano em algo sólido e a paixão pela nossa ideia foram importantes para dar esse pontapé inicial." 


MF: A La Pieta aposta muito em peças versáteis. Por que ela abraça essa ideia? 
LP: Toda a vida nós sempre investimos em peças duráveis e demos importância ao consumo consciente. Não adianta você torrar o seu dinheiro em muitas roupas que só vai usar poucas vezes, e depois elas ficarem lá, encostadas no seu armário. Só que isso de usar a mesma peça sempre do mesmo jeito enjoa, né?! Você fica engessado e a energia não flui, porque se sente limitado a um único uso da peça. Isso faz com que suas escolhas sejam menos assertivas na hora da compra. Você acaba não enxergando outras possibilidades do uso da peça e perde a oportunidade de multiplicar seu armário, gastando mais dinheiro em novas roupas. 

MF: Qual é a inspiração para peças tão exclusivas da loja, como o vestido de bolsos falsos ou o de tricoline que se transforma em uma saia
LP: Esses vestidos foram da nossa primeira coleção, que nós pesquisamos bastante! Fizemos até um Power Point! Hahaha. As referências buscamos de todos os lugares: Instagram, Pinterest, blogueiras, e de outras lojas também. Mas até clipe do YouTube está valendo, basta só acharmos interessante. Apostamos bastante em roupas que trazem estilo e informação de moda. Ao longo desses meses, a opinião continua a mesma, mas estamos caminhando para um outro rumo de estilo. Queremos deixar as roupas ainda mais versáteis e refinadas. 

MF: O reels é uma estratégia bastante usada pelo perfil. Dessa forma, alguma de vocês precisou lidar com a timidez na hora de produzi-los? 
LP: Sempre! Esse mundo do Instagram é muito doido! As duas precisaram não só trabalhar a timidez e o medo do julgamento como também o visual e como encaixamos a beleza na nossa rotina. Todas temos inseguranças, e colocar a nossa cara ou o nosso corpo para jogo é um exercício constante de autoestima. Ao mesmo tempo que nós procuramos defeitos, aprendemos a nos cuidar muito mais e explorar a nossa melhor versão: em que nos valorizamos mais e expressamos quem somos através do estilo. 

MF: O que a La Pieta significa para vocês? E o que podemos esperar da loja num futuro não tão distante? 
LP: Significa evolução, pertencimento e identidade. Todo dia nós insistimos no mesmo assunto de melhorar e inspirar. Estamos caminhando para que a gente consiga crescer com a loja, e em breve - bem em breve -, lançaremos nossa fabricação própria.

 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »