12/04/2021 às 17h34min - Atualizada em 12/04/2021 às 17h01min

Curiosidades e expectativas sobre o curta-metragem brasileiro: “Tudo bem” e “Nosso tudo bem”

A parte final do filme estreou no dia 12 de abril

Ingrid Silva - editado por Larissa Nunes
Reprodução: Instagram do curta-metragem - @nossotudobem

O curta-metragem é um filme de pequena duração. Alguns cineastas, agências e festivais de cinema têm limites de tempo diferentes para um curta, variando entre 15 e 40 minutos e ele possui um papel extremamente importante para o cinema, exercendo a função de passar uma mensagem com um prazo de durabilidade menor. Um curta francês lançado em 2009, “Logorama”, venceu o Oscar de Melhor Curta-metragem de Animação no ano seguinte, tendo 16 minutos. Em 1989 estreou “Ilha das flores”, um documentário curta-metragem brasileiro, dirigido por Jorge Furtado. A produção tem apenas 13 minutos e traz uma ótima reflexão, ganhando diversos prêmios inclusive fora do Brasil. 

No dia 22 de setembro de 2020 estreou um curta-metragem na plataforma do Youtube, tendo apenas 17 minutos e 58 segundos. “Tudo bem” é um curta brasileiro produzido durante a pandemia na cidade de Nilópolis, Rio de Janeiro. O filme foi dirigido e roteirizado por Caio César, sendo seu primeiro filme e contaram com os atores protagonistas Daniel Rangel e Heslaine Vieira.
 



Daniel contou um pouco dos desafios da gravação na pandemia, seguindo os protocolos de segurança e saúde, para os atores que estão acostumados a fazer tudo muito junto foi bem difícil. Ele estava há bastante tempo em casa apenas saindo para o essencial e a primeira vez que teve que sair de verdade foi para começar as gravações; ainda tendo que lidar com aquela mistura de sentimentos e com o emocional abalado por conta de tudo o que estamos vivendo atualmente. Para ele, foi desafiador por conta de toda a parte sentimental e ainda viver isso também no personagem, mas com histórias diferentes. 
 

"Então foi bem difícil equilibrar e não fazer do jeito que eu viveria o que ele estava vivendo, porque a história do Hugo é a história do Hugo e a minha história é a minha história. Eu estava com os sentimentos muito à flor da pele, então foi muito diferente de tudo que eu já fiz”, conta.


Enredo

Daniel interpreta o Hugo, estudante de arquitetura, adora desenhar e filmes de super-herói. Heslaine interpreta a Dandara, estudante de moda, que adora o Homem-Aranha. Eles se conhecem em uma praça da cidade antes da pandemia se agravar, Dandara sempre passava por ali no mesmo horário, Hugo reparou ela por dias. O curta começa com a Dandara indo falar com ele depois de dias trocando olhares. Um pouco depois desse encontro, sem saber o nome e contato um do outro, a pandemia se agrava e eles não se encontram mais porém Hugo decide ir à praça como era de costume e a encontra.

Confira o trailer:

 

Repercussão

O filme teve uma repercussão bastante positiva levando até a uma continuação depois dos pedidos nos comentários do canal. Eles não esperavam tamanha repercussão, fizeram a primeira parte de forma totalmente despretensiosa, como disse o ator. O Youtube é a segunda plataforma digital mais utilizada no mundo, tendo um público mais jovem como telespectadores e são lançadas várias séries e curtas, principalmente voltado para o público LGBTQ. A continuação contou com mais personagens, a Bruna (Giovanna Coimbra) e o Léo (Gabriel Contente).  
 



Continuação da história de Hugo e Dandara

“Tudo bem” ganhou a continuação com o nome de “Nosso tudo bem”, com duração de 21 minutos e 30 segundos. Eles produziram essa continuação neste ano e como ficou um pouco extenso, tiveram que dividir em duas partes, a parte final tendo 23 minutos e 18 segundos. Nessa gravação, Daniel conta que foi mais tranquilo de assimilar, já sabiam como lidar com os protocolos e também já era possível se adaptar melhor com a parte emocional de lidar com a pandemia. 

Confira o teaser no Instagram do curta!

“Eu espero que a galera goste, a gente tentou dar um final muito digno com as personalidades do Hugo e da Dandara de forma coerente para os personagens. Mas a gente também quis entregar para o público algo leve, como foi o primeiro, porque a gente está vivendo um momento muito difícil que acho importante a gente fazer um material de ficção de entretenimento leve, que transmita amor pras pessoas, acho que é importante nesse momento”, explica o ator. 

E deixando uma curiosidade maior para a parte final do curta para quem ainda não assistiu, Daniel contou uma das cenas que ele mais gostou de gravar, que é do Hugo e da Dandara no amanhecer na parte final de “Nosso tudo bem”. Todas as partes do curta estão no canal feito para ele.

Para quem não assistiu, corre para ver porque vale a pena!
 

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »