23/06/2021 às 17h15min - Atualizada em 23/06/2021 às 16h54min

Veja os principais destaques da temporada de desfiles Cruise 2021/2022 e as possíveis tendências

Grifes apresentaram suas coleções de meia-estação virtualmente e surpreendem seus consumidores

Flávia Pereira - Thayane Domingos
Reprodução: Instagram/CHANEL

Em uma linha tênue entre as estações, ocorre os desfiles de Cruise ou Resort para quem quer escapar do frio do inverno e do calor do verão, e aproveitar as férias em locais com temperaturas mais elevadas ou amenas. Através de apresentações virtuais que ocorrem em junho — o que se tornou uma estratégia comum durante a pandemia — grandes marcas exibiram suas coleções Cruise/Resort 2021/2022 e de Inverno de forma inovadora, pois exigiu muita criatividade por parte dos designers para a realização dos desfiles.

Grifes como: Carolina Herrera, Versace, Louis Vuitton, Chanel, Missoni, Dior e Etro mostraram suas coleções Cruise/Resort, com peças de meia-estação que chamaram a atenção dos fashionistas de plantão. Já Alexander McQueen e Saint Laurent apresentaram coleções de inverno. Com base nos principais destaques destes desfiles, o que podemos analisar e deduzir o que será tendência? O que estas marcas querem nos mostrar? É o que a Head do Fashion Snoops Brasil, Camila Toledo explica.


 
O que podemos deduzir do que será tendência em relação a estes desfiles? 

Camila: Surge um novo jovem punk, o ativista, o rebelde cheio de causas em seus looks pretos e verde oliva, super utilitários. O conforto continua sendo importante já que não queremos nos livrar dele tão cedo pelo bem-estar que ele proporciona. E temos um caminho de fantasia e alegria pelo fim da pandemia com cores fortes, escapismo com estampas de natureza e étnicas, assim como roupas de balada curta, justa e cheia de brilho com inspiração nos anos 2.000 estilo Paris Hilton e Britney Spears.

O que esperar da próxima temporada de moda? Toda peça, tecido, cor que aparece em desfiles pode ser considerada tendência? 

Camila: Não toda, a gente faz uma edição, uma seleção das peças mais vistas que vão ser mais comerciais e mais aceitas no mercado. Alguns exemplos de peças que tendem a ser muito desejáveis são: o matelassê acolchoado, volumes exagerados, mini saias, patchworks, camisa-jaqueta. Entre as cores podemos destacar os tons terrosos se voltando para os marrons, vermelho vivo, azul safira, verde pinheiro e o roxo violeta.

Quais comportamentos cada grife quer mostrar com sua coleção, em sua opinião? 

Camila: Ao mesmo tempo que algumas marcas olham para o passado em busca de escapismo e proteção, algumas estão mais focadas no futuro e no mundo digital. Há um grande ativismo na passarela questionando o mundo digital, a sustentabilidade e a saúde mental.

Você já previa alguma destas tendências que apareceu nestes desfiles? 

Camila: Sim, a gente trabalha com, pelo menos, um ano de antecedência aos desfiles internacionais e consegue prever com segurança algumas cores e silhuetas que vão aparecer com mais força. Um exemplo é a volta dos anos 2.000 - a gente vê os jovens querendo reviver os anos de altas noitadas realizadas pelas it girls e influencers daquele momento. Eram roupas extremamente sexies com decotes, fendas, curtíssimas e com muito brilho.


Veja os principais destaques:

Chanel - França

 


A coleção Cruise 2021/2022 foi online e apresentada na aldeia de Les Baux-de-Provence, no sul da França. A atual diretora criativa, Virginie Viard contou com a colaboração de Inez and Vinoodh para o fashion film mostrado no início da apresentação. A coleção leva um mood jovial, com produções inspiradas no estilo punk setentista. Peças com tecidos sustentáveis, as cores preto e branca, meia-arrastão, o tweed, sobreposições e franjas compõem a coleção da Chanel.


Versace – Itália

 


Com influência das décadas de 70 e 90, a Versace exibiu a coleção Resort 2021/2022 de maneira divertida e nostálgica. Podemos ver peças com elementos psicodélicos, franjas e saltos plataforma remetendo ao mood anos 70. Entretanto, conjuntos em xadrez, cardigãs, cintura baixa, camisas, calças e jaquetas oversized (no masculino) fazem referência aos anos 90.

 
Carolina Hererra – Estados Unidos

 


O diretor criativo, Wes Gordon quis demonstrar através da sua coleção Resort 2021/2022, a celebração do que era “comum” antes da pandemia: o convívio social. Peças com muito glamour, minimalismo e romantismo, vestidos fluidos, suéteres, jeans e o animal print ilustraram o desfile.


Louis Vuitton - França

 


Em uma apresentação com viés futurístico, Nicolas Ghesquière exibe uma coleção com peças estruturadas, volumosas, de alfaiataria, além de jaquetas, saias, militarismo, bolsas em patchwork, referências ao basquete e plumas. As estampas despertam um ar otimista para a coleção.


Etro - Itália

 

Com um mood boho e uma pegada mais rocker, a coleção resort 2021/2022 não só manteve seu DNA, como acrescentou elementos que mostram a união dos dois estilos. Peças em jeans, couro, patchwork, paisley, mix de estampas e texturas, ponchos, jaquetas, vestidos com estampas que remetem ao boho exibem a união dos irmãos Veronica e Kean Etro, enfatizando o feminino e o masculino na coleção.

Dior - Grécia

 


Inspirada nos jogos Olímpicos, o desfile da Dior foi realizado em Atenas, Grécia. A coleção cruise da Dior contém referências das estátuas helênicas e produções compostas pelo high-lo, de vestidos fluídos e leves com tênis de corridas. Cintos metalizados e a armadura utilizada em alguns styling chamaram bastante atenção. 

Outras grifes como a Missoni e a Balenciaga também apresentaram suas coleções de Cruise/Resort.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »