06/08/2021 às 11h26min - Atualizada em 24/07/2021 às 16h31min

Autoconfiança para os homens por meio da moda

Cuidar da autoimagem tem se tornado um assunto cada vez mais procurado pelos homens, que buscam se vestirem bem e passarem uma boa impressão

Eduarda Lontra - Editado por Clara Molter Bertolot
Cuidar das roupas e da aparência é essencial para passar uma boa imagem | Créditos: Reprodução/Pexels (Andrea Piacquadio)
“Basicamente é o que dizem, a primeira impressão é a que fica”, comentou o engenheiro civil, Alfredo Cardoso, que como outros homens, já percebeu que cuidar da autoimagem é um processo que vai muito além da estética. O ato beneficia diferentes áreas da vida. Se antes as roupas, os calçados e a aparência eram assuntos ligados às mulheres, hoje, as pesquisas comprovam que o cenário vem se modificando. Segundo dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), o mercado global de moda masculina cresce, por ano, cerca de 14%, enquanto o feminino tem um aumento anual de 8%.

Apesar de hoje manter um cuidado com a autoimagem, não foi sempre que Alfredo buscou se vestir bem. O engenheiro diz que antigamente não ligava para o que estava usando, mas reflete que não tinha o direito de escolher suas roupas, pois usava o que ganhava, ou peças que escolhiam para ele usar. Foi a partir da adolescência que Alfredo começou a enxergar a moda como algo a favor de si mesmo: "No ensino médio comecei a me vestir melhor, comecei a me interessar por vestimentas e por pessoas influentes que tinham um estilo ao qual eu me interessava. Então, do ensino médio até hoje, sempre andei com roupas que estavam bem alinhadas ao meu corpo, comecei a seguir tendências de moda, a buscar meu estilo", comenta Alfredo. No início, ele pesquisou por sites sobre moda masculina, como Manual do Homem Moderno, Macho Moda, além de influencers que abordam esse assunto.

Esse maior interesse do público masculino por assuntos relacionados a moda, a beleza e aos cuidados com a autoimagem, tem se tornado comum, e para o produtor de moda Nuno Lima, a busca por esses conteúdos deve-se à queda de alguns paradigmas sociais: 
“Esse aumento ocorre com a mudança da visão que o homem, antes, possuía sobre moda ou aparência. Tenho esse exemplo em casa. O homem tem que saber se vestir, e bem; tem que se cuidar sim, e ser um companheiro para a mulher, não deixando toda carga para ela. Atualmente, os paradigmas vem caindo, e cada vez mais, seja na moda, seja nos cuidados com a pele, as revistas masculinas ajudavam bastante nessa interação. Hoje em dia, são as redes sociais que cumprem essa proposta que foi criada lá atrás”, explica o produtor de moda.

Com a  facilidade de pesquisar na internet, os e-commerces, com diferentes opções de peças, e as redes sociais, com pessoas e seus diferentes estilos, proporcionam a difusão rápida e ilimitada das informações sobre moda. No ambiente digital os homens podem desfrutar de muitas dicas e influências de variados estilos, tendo referências que agradam a todos os gostos.

Se antes as influenciadoras eram, em sua grande maioria, mulheres, hoje, os homens também ocupam esse espaço, e acabam por se tornarem inspirações. Além disso, os artistas também ajudam a levar a moda para os homens. Cantores como Bruno Mars, Justin Bieber, Harry Styles, o ator Jared Leto, e o ex-jogador de futebol David Beckham, são alguns nomes conhecidos por seus estilos.

Mas afinal, como o cuidado com a autoimagem pode realmente ajudar na confiança masculina?


Segundo Nuno Lima, andar com roupas alinhadas e com bom caimento ao corpo faz a confiança aumentar e, para isso, não é preciso procurar por peças inalcançáveis: "A roupa fala muito por nós. Quando se está bem vestido, você tem uma maior confiança em qualquer que seja sua área de atuação. Digo que o homem tem que ter um kit, contendo uma boa camisa branca, um costume bem alinhado e um bom sapato marrom. Não necessariamente muita coisa, mas o ideal, que seja prático e objetivo no dia-a-dia. Recebo muitas mensagens de como se vestir bem, gastando pouco. Não precisa ter muita coisa em seu guarda roupa, mas sim que você consiga utilizar de maneira funcional. Depois disso, os clientes passam a ter uma outra visão sobre o que é necessário, e sobre o que acaba sendo o "Too Much" masculino", comenta o produtor de moda.

Alfredo percebeu o quanto as roupas podem trazer benefícios no dia-a-dia, e diz que certamente aconteceram mudanças positivas depois que começou a usar peças que o valorizam e que o fazem se sentir confortável:
"O seu estilo é o modo como as pessoas te enxergam e tiram as primeiras conclusões sobre você, sem te conhecer. Por isso, andar bem vestido pode sim ajudar, e muito. Seja na sua vida profissional, seja na pessoal. Quando eu não tinha a opção de escolha e usava as roupas que me davam, eu não me sentia muito confortável. Foi a partir do momento em que passei a fazer minhas escolhas que notei as pessoas me considerando bem vestido. Elas pediam conselhos e perguntavam o lugar onde eu tinha comprado minhas peças, e isso nitidamente fez com que eu me sentisse mais confiante", destaca Alfredo.



Se para um homem, se vestir bem não é sinônimo de comprar peças caras, nem de grandes quantidades, o que é preciso para começar?

Nuno Lima diz que existem algumas peças que são indispensáveis no guarda-roupa masculino, pois ajudam a passar uma boa mensagem, além de dar aquele up na autoestima de qualquer um: "
As peças que se tornam obrigatórias para o homem são: uma boa camisa, não precisa ser feita sob medida (se for é melhor ainda), mas uma camisa discreta, azul claro ou branca, desde que seja alinhada; uma calça com corte de alfaiataria cinza grafite, que lhe traga conforto e que te faça elegante. Um bom par de sapatos. Pode ser marrom, por que é aí que você passa a utilizar de forma funcional e combina com tudo (quase sempre, menos com preto). Um blazer, cinza ou azul marinho, também ajustado, o homem moderno já conhece suas medidas e sabe qual o tamanho e o comprimento ideal", comenta Nuno.

O produtor de moda ainda completa, como bônus, que o homem pode ter um acessório, seja um relógio, seja uma pulseira, lembrando sempre que ele será atenção, e não sua roupa ou acessório, e essa atenção deve ser transmitida de forma positiva e discreta. O homem deve transparecer confiança, elegância e inteligência. Tudo isso equilibrado com bom humor.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »