19/11/2021 às 12h06min - Atualizada em 19/11/2021 às 11h59min

Livros que todo aspirante a jornalista precisa ler

Wagner Edwards - Editado por Larissa Bispo
Foto: The Climate Reality Project
Todos os graduandos em comunicação sabem que apenas a faculdade não te torna um profissional: é preciso, além de muito empenho acadêmico, a prática. E por que não aprender com as experiências de outros jornalistas? Com aquilo que fizeram de certo e de errado?
 
É por isso que resolvi trazer uma listinha com livros que todo aspirante a jornalista precisa ler.
 
Antes de mais nada, preciso fazer uma pequena distinção entre a literatura e o jornalismo. Enquanto a literatura busca entreter o leitor e disseminar arte, narrando histórias ficcionais de diversas formas; o jornalismo se resume a narrar histórias reais a fim de informar os cidadãos, incitar reflexão e compartilhar conhecimento.
 
Quando se fala em jornalismo literário, fazemos referência, por exemplo, a grandes reportagens escritas em formato de livro que esmiuçam, descrevem e narram acontecimentos reais, impactantes, envolventes, atuais e relevantes na sociedade. Há, então, a permissão para contar histórias sem a pressa que o lead impõe sobre o redator da atualidade. Entendido?
 
Os livros a seguir vão te dar uma ótima noção sobre o jornalismo literário, histórico e técnico. Se prepara!

 
LIVROS TÉCNICOS/DIDÁTICOS
 
Coleção Comunicação – Editora Contexto


Todos os livros da “Coleção Comunicação” da editoria Contexto. Cada volume trata de um aspecto fundamental da carreira do jornalista, como entrevistar bem, como escrever, história do jornalismo, teorias da comunicação, e as divisões do jornalismo (por segmento e veículo de atuação).
A linguagem é bastante acessível, a leitura é bem rápida e os conteúdos abordados dão toda a introdução técnica e histórica acerca do jornalismo como conhecimento e prática profissional. Atualmente, a coleção é formada por 36 livros.
 
Manual do Foca – Thaïs de Mendonça Jorge


Apesar de estar presente na coleção anteriormente citada, destaco essa obra pela importância de catalogar e explicar os jargões utilizados no mercado jornalístico. É essencial porque durante a leitura dos demais livros irão surgir termos com os quais o leitor provavelmente não está familiarizado, e esse manual seria de grande ajuda.
 
 
LIVROS-REPORTAGEM
 
A Sangue Frio – Truman Capote

Relata o brutal assassinato de uma família na cidade de Holcomb, localizada no interior do estado do Kansas, nos Estados Unidos da América, da ideia inicial do crime até a execução dos assassinos. Capote decidiu escrever sobre o assunto ao ler no jornal a notícia do assassinato da família, em 1959. Quase seis anos depois, em 1965, a história foi publicada em quatro partes na revista The New Yorker. Além de narrar o extermínio do fazendeiro Herbert Clutter, de sua esposa Bonnie e dos filhos Nancy e Kenyon, o livro reconstitui a trajetória dos assassinos.
 
O Voyeur – Gay Talese

Gay Talese, um dos maiores nomes do jornalismo literário, narra como um homem chamado Gerald Foos construiu uma “plataforma de observação” para bisbilhotar a vida dos hóspedes do motel que ele comprou. Intrigado, Talese investiga os diários do proprietário, um complexo registro de suas obsessões e das transformações da sociedade americana, mas só após trinta e cinco anos o jornalista pode divulgar a história.
 
Rota 66 – Caco Barcellos

Rota 66 é um livro onde o autor desmonta a intricada rede que forma o “esquadrão da morte oficial” montado em São Paulo. Resultado de uma investigação meticulosa e audaciosa, a obra foi escrita por Caco Barcellos, que é correspondente internacional da Rede Globo e considerado um dos jornalistas de maior prestígio dentro da emissora, pela audiência conseguida por suas reportagens

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »