16/05/2022 às 10h58min - Atualizada em 31/03/2022 às 11h50min

Mecânico de Erbil, no Curdistão Iraquiano, dará aulas gratuitas para mulheres durante o período do Ramadã. Saiba mais sobre o mês sagrado do Islã

O Ramadã é o nono mês no calendário islâmico, que é baseado nos ciclos da lua. Se acredita que nesse mês, no ano 610, o profeta Maomé recebeu a revelação da palavra de Allah. Neste período, os muçulmanos realizam um jejum do nascer ao pôr do sol. Em 2022, o ritual se iniciará no dia 02 de Abril

Lucas Neves - Editado por Ynara Mattos
Speda Hazim
Há cinco dias, a rádio asiática Babylon FM fez um anúncio através da jornalista Speda Hazim. Baseada em Erbil, no Iraque: um mecânico da cidade vai oferecer aulas gratuitas para mulheres durante o Ramadã, que começará no dia 02 de Abril. A cidade onde serão ministradas as oficinas fazem parte de uma áre conhecida como Curdistão, uma região histórico-cultural que é habitada pelo povo curdo, e compreende parte da Síria, Turquia, Iraque e Irã. Um dos pilares do Ramadã são as boas ações. Quem não pode aderir ao jejum por determinada razão, pode realizar doações. A antropóloga e muçulmana Francirosy Barbosa, professora e pesquisadora da Universidade de São Paulo (USP) acredita que o Ramadã só vem a contribuir: "Acredito que neste mundo só caiba uma palavra: solidariedade", afirma. 

Em 2020, a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (FAMBRAS) doaram cerca de 150 toneladas de alimentos para combater a fome na pandemia. Ali Zoghbi, vice-presidente da entidade afirmou: "é um mês sagrado onde a solidaridade acaba se multiplicando. O profeta (Maomé) disse que o muçulmano não pode dormir enquanto outro ser humano está com fome". É com este espírito que a oficina mecânica Shukr Ainachi, no nordeste de Erbil, irá oferecer aulas gratuitas de mecânica para mulheres durante o nono mês do calendário. No Iraque, de acordo com o Banco Mundial, menos de 15% das mulheres iraquianas trabalham fora. Ainda segundo a entidade internacional, o Iraque possui algumas das taxas de emprego feminino mais baixas do mundo. No Iraque, apenas metade da população feminina conclui os estudos primários. 

O responsável pela oficina optou por não dar entrevista, entretanto, seu ato é um dos tantos que representam a importância do Ramadã, não só para a comunidade islâmica, mas para todo o mundo. Ainda de acordo com Francirosy Barbosa o desafio não é somente o jejum e as orações, mas também de ter "pensamentos positivos, atitudes boas, comportamentos afetivos e contribuir com uma sociedade mais justa".

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »