03/07/2019 às 13h53min - Atualizada em 03/07/2019 às 13h53min

Mais uma vez! Estados Unidos bate Inglaterra e chega a sua terceira final consecutiva

Press e Morgan marcaram para as americanas; White fez o gol inglês

Bernardo Nascimento - Editado por Paulo Octávio
Alex Morgan comemora o segundo gol dos Estados Unidos - Foto: Divulgação/FIFA.
Os Estados Unidos, mais uma vez, estão na final da Copa do Mundo Feminina. A seleção americana venceu a Inglaterra nesta terça-feira (2), no Parc Olympique Lyonnais, em Lyon. Os gols da classificação foram de Christen Press e Alex Morgan. As Inglesas ainda fizeram o seu, com Ellen White. No final da partida, as Lionesses tiveram a chance do empate. Porém, Stephanie Houghton desperdiçou a cobrança de pênalti, que foi defendida pela goleira Alyssa Naeher. Com a vitória, as americanas chegam pela terceira vez seguida em uma final de Copa, sendo a quinta no total. Agora só a vencedora de Holanda ou Suécia pode estragar o sonho do tetracampeonato dos Estados Unidos na decisão de domingo. 

1º TEMPO

A escalação norte-americana foi divulgada com uma grande surpresa: Rapinoe, grande destaque da equipe, estava no banco, por lesão. Coube a Press substituí-la em grande estilo. Aos 9 minutos, Heath avançou pela direita e tocou para Lavelle, que fez o corta-luz para O'Hara. O cruzamento foi perfeito na cabeça de Press, na segunda trave. A Inglaterra tentou reagir após o gol, ameaçou os Estados Unidos, mas errava muitos passes no ataque. No entanto, aos 18’, saiu o empate. E tinha que ser da artilheira do campeonato, Ellen White. Mead recebeu pela esquerda e cruzou para White, que se antecipou à marcação na área e completou para o gol.

O jogo seguiu equilibrado com as equipes alternando investidas ofensivas. Contudo, o peso do favoritismo apareceu e as americanas voltaram a frente do placar. Aos 30 minutos, Horan cruzou na área, e Morgan se antecipou à zaga para cabecear sem chances para Telford, que marcou o segundo dos Estados Unidos.

2º TEMPO

A segunda etapa começou muito truncada com as duas equipes fazendo muitas faltas. A seleção americana apertava e estava mais perto do terceiro gol e chegou a perder oportunidades com Press. O VAR entrou em ação aos 23 minutos para anular o que seria um novo empate da Inglaterra, além de mais um gol de White, que, segundo arbitragem, estava impedida. A última chance veio aos 37’, quando a árbitra brasileira Edina Alves, com auxílio do VAR, assinalou pênalti para a Inglaterra. Porém, a goleira americana Naeher apareceu para salvar o jogo e a classificação para a final, diante de mais de 53 mil pessoas presentes.

PRÓXIMOS CONFRONTOS

Os Estados Unidos estão na final e agora aguardam o adversário, que sai do jogo entre Holanda e Suécia. A finalíssima acontece no próximo domingo (7), às 12h (horário de Brasília), em Lyon. Já a Inglaterra, viaja para Nice, onde disputará a disputa do 3º lugar no sábado (6), às 12h (horário de Brasília).
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »