07/02/2020 às 12h36min - Atualizada em 07/02/2020 às 12h36min

"A Proposta": estilo e personalidade de Margaret Tate

A editora de livros da comédia romântica "A Proposta", constrói sua identidade social com ajuda do figurino.

Larissa Barros
Reprodução / Pinterest
Margaret Tate, é uma editora de livros bastante exigente, viciada em trabalho. Os funcionários, e principalmente seu assistente, Andrew Paxton, chamam a chefe de cruel e venenosa. No entanto, a personagem de Sandra Bullock na comédia romântica, “A Proposta”, não é uma bruxa cruel, e isso pode ser identificado durante todo o filme, tanto através do enredo, quanto do seu figurino.

O look usado por Margaret mostra muito da sua personalidade. As roupas da editora durante quase todo o filme é composto por clássicos vestidos sociais, que fazem parte do guarda roupa feminino, e são usadas para a construção da identidade social da personagem e demonstra a relação de poder que ela exerce sobre os outros funcionários da editora.

A paleta de cores das roupas de Margaret possui tons bastante sóbrios, que aliados ao penteado, maquiagem e ações da personagem, sugerem que além de ser contida emocionalmente, ela criou uma imagem profissional que não pode ser abalada, ou vista de forma sensível. 

Os cortes retos, e vestidos sociais, estão ligados à vida de trabalho incessamente vivida pela editora. No entanto, com o passar das cenas, ela lembra como é poder mostrar seus sentimentos, e receber carinho e afeto. Ao perceber isso, os tons das roupas mudam, a personagem se preocupa com a aparência na frente do Andrew, o assistente que foi obrigado a casar com ela. 



Para demonstrar como as roupas fazem parte da criação da imagem social das pessoas, e da protagonista do filme ‘A Proposta’, lançado em 2009, dirigido pela cineasta Anne Fletcher, na última cena, Margaret está com vestido com um leve drapeado na parte superior, além de cabelos soltos. 

A escolha das roupas para a personagem Margaret Tate foi bastante inteligente. Pois através dela pode-se criar uma imagem da personagem e traçar uma linha para a explicação das suas atitudes e sentimentos.






Leia mais: 

Anne With an E: moda, revolução e libertação

'Dez coisas que odeio em você' e os anos 90

A volta das tendências do filme 'As Patricinhas de Beverly Hills'






 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »