26/04/2019 às 21h43min - Atualizada em 26/04/2019 às 21h43min

Uso de suplementos no Brasil cresce e já se destaca internacionalmente

Suplementos termogênicos são muito indicados para perda de gordura, mas a falta de acompanhamento traz grandes riscos à saúde

Daiana Pereira - Editado por: Thalia Oliveira
Foto: divulgada pelo site zoom.com.br
O consumo de suplementos no Brasil cresce rapidamente e já pode ser igualado à grandes países consumidores, como os Estados Unidos e Alemanha. O suplemento mais conhecido para perda de gordura e ganho de massa muscular é o Whey Protein. Entretanto, outro produto está ganhando espaço, os termogênicos. E apesar de proporcionar resultados satisfatórios na perda de gordura, ele pode ser considerado muito perigoso por conter grandes quantidades de cafeína.

A principal função dos suplementos termogênicos é acelerar o metabolismo, o que permite um maior gasto de gordura e mais disposição para realizar o treinamento. Eles são mais recomendados para pessoas quem tenham o metabolismo lento e com sobrepeso. Entretanto é indispensável ter acompanhamento de um profissional da saúde, pois efeitos colaterais como náuseas, aceleramento da frequência cardíaca e pressão, são muito frequentes, e conforme o caso, pode levar a óbito.

De acordo com a nutricionista, Raquel Basso, mesmo com a sua recomendação, já houve casos de pacientes terem os efeitos colaterais, mesmo com dosagens baixas. Raquel explica que suplementos termogênicos possuem a cafeína como substância essencial para a perda de gordura, e apesar de ser natural, ela pode acarretar grandes problemas de saúde por ser encapsulada e muito concentrada. “Pode levar a morte, pois pode gerar uma parada cardíaca e acelerar muito o coração. Se a pessoa já tem arritmia e aceleramento cardíaco, ou mesmo de pressão, pode dar esse efeito colateral muito forte e a pessoa vir a óbito”, conta a nutricionista.

A Associação Brasileira dos fabricantes de Suplementos Nutricionais, BrasNutri, disponibilizou dados sobre o lucro que o Brasil teve com suplementos em 2018, que foi de 1,96 bilhões, um crescimento de 8,5% em relação ao ano de 2017. Eles afirmam que esse mercado está em ascenção devido as inovações tecnológicas na fabricação, gerando resultados que atinjam vários perfis de consumidores ao mesmo tempo. Além disso, há uma grande quantidade de academias - mais de 32 mil academias espalhadas pelo país- e boxes afiliados ao crossfit, que levam o Brasil a ser o segundo com mais boxes de crossfit no mundo.

Além do crescimento de alunos em academias, a livre venda dos suplementos em locais como farmácias e drogarias, lojas especializadas, e-commerce e lojas de produtos naturais, junto à desinformação, leva muitas pessoas a terem complicações. Segundo a professora de uma das unidades da rede de academias Bluefit, Cíntia Pereira, é percebido que o público feminino seja mais consumidor e que já encontrou casos de alunas, mesmo não praticando exercícios físicos, terem taquicardia e mau estar como efeitos colaterais.

É importante ressaltar que cada pessoa possui uma reação diferente a cada suplemento, e ter o acompanhamento de um nutricionista é essencial para saber se os suplementos termogênicos são aconselhados para o seu caso, quais são as dosagens corretas para atingir os resultados e como ter menos efeitos colaterais.
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »