19/03/2021 às 11h55min - Atualizada em 19/03/2021 às 11h35min

Cadê o livro que estava aqui?

A realidade do descarte de livros e seu destino quando não são vendidos nas livrarias

Karen Belém - Editado por Andrieli Torres
Fonte/Reprodução: Google
A realidade do descarte de livros é muito mais comum e profunda do que muitas vezes imaginamos. É fácil encontrarmos pela rua livros abandonados em lixos e calçadas sem um destino certo, como objetos sem valor.
 
Muitas pessoas na intenção de desfazer de livros já lidos ou pouco desgastados acabam jogando fora ainda em bom estado sem pensar em uma reutilização, ou transmissão daquele material.
 
Com tanto conhecimento sendo abandonado, na Turquia, na cidade de Ancara, um grupo de garis compuseram uma biblioteca somente com livros que foram resgatados do lixo, somando mais de seis mil exemplares. “Quando criança, eu adoraria ter livros, mas morávamos em um bairro pobre e muitas vezes não havia nem mesmo livros escolares á venda e não tínhamos dinheiro para compra-los”, declarou um dos trabalhadores. Hoje, a biblioteca atende toda a população e também visitantes. “Por um lado, havia quem estivesse deixando esses livros na rua. Por outro lado, outros estavam procurando por esses livros” disse o
prefeito da cidade, Alper Tasdelen.


 
Essa realidade é ainda mais comum em livros didáticos, já que possuem vida útil de apenas três anos e após esse tempo de uso são descartados para a aquisição de novas edições. O problema é que em muitos casos esses livros não chegam sequer a serem usados, gerando grande desperdício.
 
Há também o caso das editoras que quando não conseguem alcançar um número de venda dos seus exemplares, acabam vendendo esses livros para as aparas, lugar onde são cortados, geralmente com uso de guilhotina e enfardados, visando a venda do papel para reciclagem. Apesar do desconforto dessa situação, por ter um sistema fixo de preço, limite para descontos e uma questão logística, as editoras ficam limitadas a outra opção.


 
Os sebos, livrarias onde são vendidos livros e revistas usadas colaboram imensamente em diminuir esse problema. Através deles as pessoas podem doar e comprar livros que antes poderiam ir para o lixo, com um valor bem mais barato. 
 
Quando entendemos a importância de um livro, todo seu processo de produção e o efeito que ele pode causar na vida de alguém, é doloroso pensar que tantos se encontram abandonados dessa forma e que em muitas das vezes não há nada que possamos fazer. Em razão disso, apresenta-se tamanho valor em nutrir e compartilhar esse zelo em favor da obra.

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »